Sociedade | 08-09-2023 21:00

Moradora do Pombalinho vive em situação de insalubridade 

Moradora do Pombalinho vive em situação de insalubridade 
Teresa Salcedas vive com a presença permanente de cobras e ratos em casa

Teresa Salcedas vive numa situação de insalubridade devido às cobras e ratazanas que lhe entram pela casa. Animais vêm de um edifício devoluto e de um terreno abandonado, propriedade da câmara municipal.

Os animais vêm de um edifício devoluto e de um terreno abandonado, propriedade da câmara municipal, que já prometeu proceder à limpeza com a máxima urgência.

Teresa Salcedas, de 52 anos, antiga emigrante no Luxemburgo, foi para o Pombalinho há cinco anos residir para a casa onde o falecido cunhado morava. Desde que voltou a Portugal, diz não ter sossego com a vista constante de cobras e ratazanas oriundas de um edifício devoluto e de um terreno abandonado, propriedade do município da Golegã. O MIRANTE ouviu os lamentos da moradora que, apesar da situação em que vive há vários anos, diz gostar do Pombalinho e só quer ver o problema resolvido.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1631
    27-09-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1631
    27-09-2023
    Capa Médio Tejo