Sociedade | 05-10-2023 15:00

Faltas de auxiliares e infiltrações preocupam pais em escola da Castanheira do Ribatejo

Pais da Escola Básica Quinta de São Sebastião, na Castanheira do Ribatejo, reclamam da falta de funcionários auxiliares e infiltrações no edifício.

Responsável do agrupamento de escolas diz que em alguns dias faltaram duas trabalhadoras de um total de cinco. Quanto às obras no telhado a Câmara de Vila Franca de Xira diz que ficam prontas no final de Outubro.

As faltas inesperadas do pessoal não docente da Escola Básica Quinta de São Sebastião, na Castanheira do Ribatejo, motivaram queixas dos encarregados de educação. Um dos pais disse que o filho caiu e esfolou o joelho e a mão enquanto esperava pelo início das aulas às 9h30. O aluno pediu ajuda a uma auxiliar que indicou que não podia fazer nada porque eram 9h13 e só podia a partir das 9h30. “Foi um colega do terceiro ano, que indicado por outra auxiliar, foi com a criança à casa-de-banho e ajudou a limpar as feridas. A escola não tem auxiliares suficientes para tomar conta de todas as crianças”, refere o pai.
O encarregado de educação dá ainda nota que noutra ocasião os alunos correram o risco de ficar sem almoçar porque não estavam reunidas condições para servir as refeições. “Por falta de auxiliares os alunos têm alguns recreios condicionados e não podem usufruir do espaço disponível na escola para brincar”, disse.
A directora do Agrupamento de Escolas Dom António de Ataíde, Helena Pereira, confirma que alguns dias faltaram funcionários por motivos imprevistos. Das cinco auxiliares uma faltou porque teve um acidente em serviço e outra faltou porque apresentava sintomas graves de Covid-19. “O agrupamento faz uma ginástica diária para garantir que o rácio de funcionários é respeitado. Sei que a situação provoca constrangimentos porque no imediato temos de restruturar tudo mas dizer que não há funcionários é injusto. As ausências inesperadas são casos pontuais e assim que detectados são logo reportados. Ontem por exemplo até já tínhamos uma funcionária a mais”, disse a responsável.
No total do agrupamento, segundo Helena Pereira, registam-se ao momento sete ausências. A responsável do agrupamento escolar garante que se algum dia considerar que não estão reunidas condições de segurança não abre a escola. A Escola Básica Quinta de São Sebastião tem oito turmas e cerca de 170 alunos.

Mau tempo afectou o telhado
No final do ano passado as telhas da escola básica voaram por causa das intempéries. O edifício ficou com infiltrações e começou a chover dentro do refeitório e no polivalente. A Câmara de Vila Franca de Xira lançou um concurso para a obra mas o empreiteiro ainda não terminou os trabalhos.
A vereadora com o pelouro da Educação na Câmara de Vila Franca de Xira, Marina Tiago, disse que tem a garantia do empreiteiro que até final do mês de Outubro a obra na escola está concluída. A autarca confia que este prazo será respeitado.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo