Sociedade | 06-10-2023 15:00

Morre enquanto circulava de bicicleta em Marinhais

Morre enquanto circulava de bicicleta em Marinhais
Carlos Cardoso morreu a 200 metros de casa. fotoDR

Carlos Cardoso morreu a caminho de casa na noite de quinta-feira, 28 de Setembro, em Marinhais. A vítima era amiga do presidente da Junta de Freguesia de Marinhais, Joaquim Cardoso, de quem se tinha despedido horas antes.

Carlos Cardoso, de 71 anos, perdeu a vida na Rua da Olaria, em Marinhais, na noite de quinta-feira, 28 de Setembro, quando regressava a casa de bicicleta. A informação foi confirmada a O MIRANTE pelo presidente da Junta de Freguesia de Marinhais, Joaquim Cardoso, seu amigo de longa data.
Joaquim Cardoso revela que no dia em que faleceu Carlos Cardoso se tinham encontrado no Café Valada, como era habitual, e que Carlos se terá sentido mal mais tarde, por volta das 19h30, no regresso a casa, situada na Rua da Cerâmica, a menos de 200 metros do local do acidente. Joaquim Cardoso conta que lhe chegou a informação de que o amigo se andava a queixar à esposa de dores no peito. De acordo com o presidente foi encontrado sentado de bruços em paragem cardiorrespiratória, da mesma forma que morreu o pai há uns anos quando atravessava a Ponte Rainha D. Amélia, que liga o concelho do Cartaxo ao de Salvaterra de Magos, e se sentiu mal.
O presidente da Junta de Freguesia de Marinhais refere-se a Carlos Cardoso como uma pessoa prestável e conta que antes de se reformar foi tractorista do grupo Ortigão Costa e segurança. O velório realizou-se na segunda-feira, 2 de Outubro, na Igreja Paroquial de São Miguel, em Marinhais, e o funeral realizou-se no dia seguinte no mesmo local.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo