Sociedade | 18-10-2023 18:00

Conflito no Pombalinho por causa de mesas e banco que dão auxílio a café

Conflito no Pombalinho por causa de mesas e banco que dão auxílio a café
De um dia para o outro João Cordeiro viu uma "espécie de esplanada" colocada em frente à sua habitação

João Cordeiro, morador do Pombalinho, queixa-se de ter “uma espécie de esplanada” instalada em frente a sua habitação e acusa o presidente da junta de constantes provocações. Luís Júlio diz que João Cordeiro tem motivações políticas e que as mesas pretendem servir de auxílio ao café, maioritariamente frequentado por idosos.

Em frente à casa de João Cordeiro, na Rua Barão de Almeirim, no Pombalinho, está uma mesa de madeira com um chapéu de palha e um banco com duas rodas de carroça, para dar auxílio a um café situado no outro lado da estrada. No entanto, segundo explicou a O MIRANTE a proprietária do Café O Páteo, Ângela Rodrigues, não houve nenhum pedido da sua parte e concorda que o mobiliário urbano seja retirado. João Cordeiro afirma que se sente provocado pelo actual presidente da junta de freguesia, Luís Júlio, que voltou ao cargo em 2021. O morador conta que já chegou a ter duas mesas coladas à fachada da sua casa, embora uma delas já tenha sido retirada depois de se ter queixado à câmara municipal. A outra mesa permanece e João Cordeiro pede para que seja retirada, assim como o banco, tendo em conta que é “mal frequentado” e já houve conflitos físicos e verbais naquela zona. O morador mostrou ainda indignação pelo facto de ter uma árvore de grandes dimensões em frente à sua varanda, cujos ramos quase entram para dentro da sua casa.
Contactado por O MIRANTE, o presidente da Junta de Freguesia do Pombalinho, Luís Júlio, desmente João Cordeiro e afirma que o mobiliário urbano foi colocado no anterior mandato, onde ele não estava presente, alegando que as queixas do morador se devem a motivações políticas às quais não quer dar seguimento. Luís Júlio explica que as mesas fazem parte do espaço público e pretendem servir de auxílio ao café, maioritariamente frequentado por idosos, sendo que a partir do final da tarde não se ouve barulho nem há grandes movimentos naquela zona. Quanto à árvore em frente à varanda da casa de João Cordeiro, afirma que, “tal como todos os anos”, terá manutenção no mês de Novembro.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo