Sociedade | 20-10-2023 12:00

Antiga escola de Alferrarede vai ser transformada na nova USF Norte de Abrantes

Antiga escola de Alferrarede vai ser transformada na nova USF Norte de Abrantes
foto dr

Município já aprovou o projecto base de especialidades da nova Unidade de Saúde Familiar que vai nascer na antiga escola primária de Alferrarede. O investimento previsto é superior a dois milhões de euros.

A antiga escola primária de Alferrarede vai ser requalificada, ampliada e convertida na nova Unidade de Saúde Familiar (USF) Norte de Abrantes, que vai servir um universo de 11.100 utentes das freguesias da zona norte daquele concelho. O projecto base de especialidades foi aprovado na última reunião do executivo municipal, prevendo-se que o investimento da empreitada, que será lançada após a conclusão do projecto de execução, seja de 1,6 milhões de euros mais IVA, ou seja, superior a dois milhões de euros.

A construção da nova USF está enquadrada no Plano Estratégico 2030 para Abrantes e terá como área de abrangência 210,32 quilómetros quadrados, envolvendo a União de Freguesias de São Vicente, São João e Alferrarede, UF de Aldeia do Mato e Souto, e as freguesias de Carvalhal, Fontes, Marinchel, Mouriscas e Rio de Moinhos. “Acualmente a grande maioria desta população está sem médico de família. O que pretendemos é que consigamos responder a 11.100 utentes inscritos”, disse o presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Valamatos (PS), aquando da apresentação da proposta do projecto que inclui a criação de dez gabinetes médicos e salas de espera separadas para adultos e para as crianças.

Quanto à unidade de saúde de Alferrarede, a vereadora com o pelouro da Saúde, Raquel Olhicas, adiantou que não irá encerrar, mas “acolher todos serviços da unidade de recursos assistenciais partilhados”, nomeadamente higiene oral, medicina dentária, nutrição, psicologia, fisioterapia e serviço de assistente social. “Não vamos fechar unidades, vamos criar melhores condições para que os profissionais possam desenvolver a sua actividade”, sublinhou Manuel Valamatos.

Embora tenha merecido os votos favoráveis da oposição, o vereador social-democrata, Vítor Moura, criticou a escolha do local para implementar a nova USF. “Num futuro próximo o concelho de Abrantes vai ter três USF, todas localizadas no perímetro urbano da cidade”, afirmou, defendendo que a nova unidade deveria ficar localizada fora do perímetro urbano, mais acessível às freguesias que vai servir porque, argumentou, muitas das pessoas que recorrem a estes serviços são idosas, têm mobilidade reduzida e estão dependentes de outros familiares para ir ao médico. Além disso, vincou, a falta de transporte público continua a ser um problema.

Vítor Moura alertou ainda para o facto de Abrantes passar a ter mais uma unidade de saúde e de continuar - provavelmente - com falta de médicos para atender os utentes, uma realidade já conhecida naquele concelho e que para o vereador do PSD a culpa é dos socialistas que governam o país por terem deixado “chegar a saúde a contornos trágicos”. Em resposta à crítica do social-democrata, Manuel Valamatos disse acreditar que se o município fizer o que lhe compete, “as estruturas que estão na gestão dos profissionais saberão dar as respostas adequadas ao investimento”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1640
    29-11-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1640
    29-11-2023
    Capa Médio Tejo