Sociedade | 26-10-2023 18:00

Secretária de vereadores da Chamusca condenada por furtar idosa debilitada 

A actual secretária dos vereadores socialistas do executivo da Chamusca usou, no tempo em que foi tesoureira do Centro de Apoio Social da Parreira, o cartão bancário de uma idosa e apropriou-se de milhares de euros. Tribunal diz que o silêncio da arguida conjugado com os extractos bancários apontam sem qualquer dúvida para que tenha sido ela a realizar os 81 levantamentos de dinheiro.

O Tribunal do Entroncamento diz que o silêncio da arguida conjugado com os extractos bancários apontam sem qualquer dúvida, para que tenha sido ela a realizar os 81 levantamentos de dinheiro.

A secretária dos vereadores da Câmara da Chamusca, Dora Ribeiro, foi condenada a uma pena de 280 dias de multa à taxa de sete euros, num total de 1960 euros, por ter usado em proveito próprio o cartão bancário de uma idosa com demência do Centro de Apoio Social da Parreira, onde foi dirigente. O Tribunal do Entroncamento não teve dúvidas que a arguida fez 81 levantamentos de dinheiro em caixas multibanco, baseando-se nos extractos bancários, no facto de a vítima ser demente e estar dependente e de Dora Ribeiro ter ficado, enquanto tesoureira da instituição, com a guarda do cartão da idosa. Também foi relevante para o tribunal o facto de Dora Ribeiro, durante o julgamento, ter-se remetido ao silêncio. Em declarações a O MIRANTE, Dora Ribeiro, refere que vai recorrer da decisão por achar injusta a condenação.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo