Sociedade | 03-11-2023 10:00

Défice de profissionais leva a atrasos no serviço de urbanismo em Torres Novas

Vice-presidente do município de Torres Novas admite e lamenta atrasos devido à escassez de recursos humanos no serviço de Urbanismo. Problema deverá estar ultrapassado no próximo ano com novas contratações.

O défice de recursos humanos no serviço de Urbanismo da Câmara de Torres Novas está a reflectir-se no desempenho e no tempo de resposta que é dado às solicitações dos cidadãos. Um problema que se agudizou com a detenção e suspensão de funções de uma arquitecta e de um fiscal de obras por suspeitas de corrupção, em Março deste ano, mas que está mais próximo de ser resolvido com a contratação de novos profissionais.
“Estamos com défice de pessoal pelos constrangimentos que nos foram impostos e portanto este défice de pessoal reflecte-se no desempenho e respostas que era desejado dar aos munícipes”, afirmou na última reunião do executivo municipal o vice-presidente da Câmara de Torres Novas e vereador com o pelouro do Urbanismo, Luís Silva. O autarca acrescentou que os concursos públicos para a contratação de fiscais de obra (carreira especial de fiscalização) e de três arquitectos (técnico superior) estão praticamente concluídos.
Luís Silva lamentou os constrangimentos e pediu compreensão aos munícipes vincando que se espera que durante o próximo ano os serviços possam estar a dar a resposta adequada a quem os procura.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo