Sociedade | 05-11-2023 21:00

Auditoria ao funcionamento dos centros de saúde de VFX e Alverca detecta falhas

Auditoria ao funcionamento dos centros de saúde de VFX e Alverca detecta falhas
Utentes não se têm cansado de pedir melhorias no funcionamento dos centros de saúde do concelho de VFX a começar pela colocação de mais médicos

Agrupamento dos Centros de Saúde do Estuário do Tejo já começou a implementar recomendações de melhoria apresentadas pelo Gabinete de Auditoria Interna da Administração Regional de Saúde.

Os centros de saúde de Alverca do Ribatejo e de Vila Franca de Xira apresentam falhas na acessibilidade dos utentes a cuidados de saúde e nas regras de acesso às instalações bem como aos comportamentos adoptados pelos seguranças. As falhas são apontadas numa auditoria promovida pelo Gabinete de Auditoria Interna da Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo e que ficou concluída no final do Verão. Nela foram encontrados vários problemas de funcionamento nas duas unidades que precisam de ser revistas e melhoradas pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Estuário do Tejo (ACES).
A O MIRANTE, a ARS confirma a conclusão da auditoria explicando que foram analisados os procedimentos adoptados na Unidade de Saúde Familiar e Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados dos dois centros de saúde, no que toca à capacidade dos utentes poderem aceder aos cuidados de saúde em caso de falha dos sistemas informáticos. Foi analisada na auditoria, também, a actuação dos vigilantes destas unidades de saúde tendo a sua forma de actuar perante os utentes ser revista no futuro “de forma a garantir a continuidade na prestação dos cuidados de saúde e uniformizar os procedimentos”, explica a ARS.
Da auditoria resultaram recomendações que vão no sentido de se reverem os procedimentos no caso de falhas informáticas e foi pedido ao ACES Estuário do Tejo que defina regras melhores e mais claras para a actuação dos vigilantes dos centros de saúde, designadamente para que estes respeitem o direito de acesso dos utentes às instalações, bom acolhimento e que respeitem a sua privacidade. “A direcção executiva do ACES Estuário do Tejo já deu início à implementação das recomendações efectuadas pelo Gabinete de Auditoria Interna”, confirma a ARS.
Já em Abril, recorde-se, o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, havia prometido numa reunião com os autarcas do concelho de VFX uma auditoria à forma como a gestão dos centros de saúde vinha a ser feita pelo ACES. Isto numa altura em que os autarcas lamentavam o agravar da prestação de cuidados de saúde no concelho. Num concelho onde quase metade dos utentes não tem médico de família e onde dois centros de saúde já nem sequer têm clínicos ao serviço - Forte da Casa e Alhandra - os autarcas não deixaram de transmitir de viva voz ao governante as suas preocupações com o estado da saúde.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo