Sociedade | 05-11-2023 12:00

Politécnico de Tomar anuncia novas licenciaturas e residência para estudantes na abertura do ano lectivo

Politécnico de Tomar anuncia novas licenciaturas e residência para estudantes na abertura do ano lectivo
António Campos, José Luís Carneiro, João Coroado e Isis Simas na sessão solene de abertura do ano lectivo no Instituto Politécnico de Tomar

Instituto Politécnico de Tomar iniciou o ano lectivo com uma sessão solene onde o presidente, João Coroado, anunciou a submissão de duas novas licenciaturas e um doutoramento e o lançamento do concurso público para a construção de nova residência para estudantes.

A abertura solene do ano lectivo 2023/2024 do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) decorreu a 25 de Outubro, no auditório Doutor José Bayolo Pacheco de Amorim, onde decorreram homenagens aos colaboradores com 25 anos de serviço na instituição. A iniciativa contou com a presença de João Coroado, presidente do IPT, José Luís Carneiro, ministro da Administração Interna, Isis Simas, presidente da União Associativa de Estudantes do IPT, e António Campos, representante da comunidade externa do Conselho Geral do IPT.
João Coroado começou por felicitar e desejar sucesso aos 250 estudantes novos que se juntarem aos mais de 2700 alunos que fazem parte do estabelecimento de ensino. De modo a fazer face ao abandono e insucesso escolar, especialmente em regiões de baixa densidade, e mitigar os elevados índices de enfraquecimento através da fixação de jovens, o presidente da instituição sugere uma rede de transportes eficaz, eficiente e gratuita, bolsas de mitigação dos custos de deslocalização e estadia, assim como projectos de apoio social. Na procura de satisfazer as necessidades do território e de novos públicos, João Coroado deu nota da submissão de duas novas licenciaturas no domínio da protecção civil e da solicitadoria em associação com os Institutos Politécnicos da Guarda e de Santarém. O estabelecimento de ensino vai ter ainda um doutoramento em Património, Tecnologia e Território, que funciona em associação com a Universidade Autónoma de Lisboa.
A entrada de investigadores de instituições parceiras numa rede coesa com o Instituto Politécnico de Castelo Branco e da Guarda e a Universidade Autónoma de Lisboa vai permitir alargar a influência, massa crítica para consolidar as actividades e procurar mais classificações e financiamento. O presidente destacou ainda que o IPT reúne as condições para ser uma universidade politécnica, mantendo o ensino caracterizado pela proximidade entre estudantes e professores. Concluiu a sua intervenção anunciando o lançamento do concurso público para a empreitada de construção da nova residência de estudantes no plano nacional para alojamento de ensino superior. Traduz-se em 68 novas e num investimento superior a dois milhões de euros, inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência, permitindo a reabilitação do edifício na Avenida Cândido Madureira, em Tomar, que possibilita também uma maior proximidade da comunidade estudantil com o centro da cidade.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo