Sociedade | 17-11-2023 14:27

Poluição no rio Nabão volta à ordem do dia em Tomar

Poluição no rio Nabão volta à ordem do dia em Tomar

Focos de poluição voltaram a ser visíveis no rio Nabão e ribeiras do concelho de Tomar. O tema foi abordado em reunião de executivo, com Hugo Cristóvão, presidente da autarquia a afirmar que, em muitas ocasiões, os focos de poluição têm origem noutros concelhos.

Os focos de poluição no Nabão, rio que atravessa a cidade de Tomar, continuam a acontecer e o problema dura há várias décadas. O assunto voltou a ser discutido na última reunião de câmara, realizada a 13 de Novembro, depois de detectados novos episódios de poluição no rio e ribeiras do concelho. Tiago Carrão, vereador do PSD, quer “que seja feito mais pela defesa do rio”. Hugo Cristóvão, presidente da Câmara de Tomar, reforça que “é um tema que preocupa a todos”, esclarecendo que não existe apenas um culpado.

A poluição tem origem a montante de Tomar, noutros concelhos, nomeadamente Ferreira do Zêzere, garante. A Ribeira das Ceras é um dos locais onde os focos de poluição são mais visíveis. “O município de Tomar está limitado na sua acção” em relação a este tema, esclarece, apelando às entidades competentes que intervenham, nomeadamente a Tejo Ambiente, que tem responsabilidades no que diz respeito à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), TAR”, mas também a GNR, Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Hugo Cristóvão concluiu, referindo que já foram identificados alguns focos, mas que ainda há muito para fazer no combate à poluição, principalmente nos em que o caudal é mais elevado e os prevaricadores aproveitam “para fazer despejos”.

A odisseia de poluição do Nabão dura há décadas. Vários partidos políticos tomam posição com regularidade sobre o assunto, pedindo que se acabe com a impunidade e incapacidade para resolver o problema. Os autarcas têm insistido em respostas para questões como se estão previstas obras de melhoramento no funcionamento da ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) de Seiça, apontada como uma das principais fontes de poluição do rio. O próprio município de Tomar já emitiu comunicados para partilhar a sua “preocupação e vergonha” pelos episódios recorrentes de poluição.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo