Sociedade | 17-11-2023 07:00

Um mural em Santarém pintado para apelar à paz no mundo

Um mural em Santarém pintado para apelar à paz no mundo
Mural contou com pinturas de Li Xin Lu e Inês Favila

Inês Favila é a autora de um mural com cerca de 30 metros na Avenida General Ramalho Eanes, em Santarém. O mural pretende apelar à paz e solidariedade para com os refugiados de guerra.

A artista plástica Inês Favila é uma das autoras, e principal mentora, de um mural com cerca de 30 metros situado junto à rotunda que dá acesso ao Instituto Politécnico de Santarém. Com a ajuda de refugiados de várias nacionalidades residentes na cidade, a artista plástica tem despertado a curiosidade nos milhares de pessoas que todos os dias passam no local. O mural apela à solidariedade para com os povos em guerra e também tem como objectivo agradecer aos que ajudam na integração dos refugiados através da frase: “O rio da solidariedade desagua na paz entre os povos”.
O projecto foi apresentado pela artista de 49 anos à Câmara Municipal de Santarém e a obra arrancou na última semana de Agosto. Na segunda-feira, 6 de Novembro, Inês Favila contou com a ajuda de Li Xin Lu, artista plástico chinês que, ao passar pela avenida, se quis juntar ao projecto desenhando e pintando um peixe que assinou com o seu nome. O mural está praticamente terminado e a inauguração será em breve, explica a O MIRANTE a artista.
“É preciso não ter medo das diferenças, saber ouvir as pessoas independentemente da origem e criar uma plataforma de entendimento. Se houver um gesto de solidariedade é mais fácil conciliar as diferentes culturas sem haver o impacto da divergência”, defende, explicando que mantém contacto com várias famílias refugiadas e que pelo mural já passaram um pai e um filho sírios, um jovem ucraniano e espera encontrar afegãos.
Inês Favila é natural de Lisboa e mudou-se para Santarém há cerca de duas décadas, quando casou, altura em que o marido foi para a cidade para trabalhar na agricultura. Estudou Desenho e completou a Fase Avançada do Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual, em Lisboa. Expõe regularmente desde 1997 estando presente numa galeria no Porto e outra em Lisboa.
Em 2021 deu a conhecer o seu trabalho em Santarém com a artista ribatejana Sofia Campilho, numa exposição no Fórum Mário Viegas. Trabalha em desenho sobre papel temas entre o abstracto e o figurativo para apelar à imaginação. A artista defende que existe oportunidade para os artistas mostrarem a sua arte em Santarém, tomando iniciativa e apresentando os seus projectos. Para Inês Favila a maior dificuldade das famílias refugiadas é a adaptação à língua portuguesa, que tem consequências muito negativas na entrada para o mercado de trabalho.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo