Sociedade | 20-11-2023 07:00

Nova linha do metro entra em Orçamento de Estado mas deixa Vialonga de fora

Investimento de 527,3 milhões de euros não contempla Vila Franca de Xira, como se temia, mas o presidente do município diz que está a lutar para conseguir integrar uma ligação ao concelho no âmbito do novo plano de acessibilidades da Área Metropolitana de Lisboa.

A construção da linha Violeta do Metropolitano de Lisboa, que vai custar 527,3 milhões de euros, foi aprovado em Conselho de Ministros na quinta-feira, 16 de Novembro, mas não contempla uma ligação a Vialonga, no concelho de Vila Franca de Xira.

O alargamento da linha a Vialonga é uma reivindicação dos autarcas de todas as forças políticas do concelho ribatejano mas surpreendentemente acabou por não constar no plano do Governo nesta fase.

A O MIRANTE o presidente da Câmara de VFX, Fernando Paulo Ferreira, garante que esta não é de todo uma notícia final sobre o assunto e diz não ter ficado surpreendido com a ausência do seu concelho. “O processo de alargamento da linha violeta a Vialonga está a ser estudado no âmbito do novo plano de acessibilidades da Área Metropolitana de Lisboa e temos feito reuniões sobre essa matéria. Em termos de Orçamento de Estado não seria possível, tecnicamente, incluí-la já”, explica.

O autarca garante que Vila Franca de Xira está empenhada em trazer o metropolitano para o seu concelho - um sonho que se arrasta há quase duas décadas - e confirma que o estudo para se poder ligar a estação terminal projectada para Loures a Vialonga por metropolitano já está em curso para que possa ser incluído no plano de acessibilidades. “Não tenho grandes dúvidas que essa ligação ficará como prioridade no plano e depois haverá um Orçamento de Estado, mais adiante, onde essa ligação já irá aparecer”, refere.

Em Maio, recorde-se, os eleitos da Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira já tinham aprovado por maioria, com a abstenção da independente Diana Neves, uma moção apresentada pela coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT) onde se exigia que a câmara fizesse os esforços necessários junto do Metropolitano de Lisboa, Ministério do Ambiente, Ministério das Infraestruturas e demais entidades competentes para que o projecto seja revisto e possa contemplar também uma ligação a Vialonga, a única freguesia do concelho de VFX sem ligação à via férrea.


* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo