Sociedade | 28-11-2023 19:37

Ourém apoia com quase meio milhão de euros requalificação da Biblioteca de Fátima

A Biblioteca Pública de Fátima, criada em 1995, então como pólo da Fundação Calouste Gulbenkian, tem cerca de 14 mil livros.

A Câmara de Ourém vai financiar em quase meio milhão de euros a segunda fase da requalificação da Biblioteca Pública de Fátima, instalada desde Abril numa antiga escola primária, no âmbito de um protocolo assinado no dia 28 de Novembro. À agência Lusa, o presidente do Município de Ourém, Luís Albuquerque, explicou que “a primeira fase decorre de uma candidatura que a junta de freguesia fez para requalificar o antigo edifício da escola da Lomba d’Égua, transferindo a sua Biblioteca, o que já aconteceu”.

“Esta segunda fase irá permitir os arranjos exteriores desse edifício, todo aquele espaço exterior que ainda é grande, onde queremos fazer um espaço de usufruto público, e também a ampliação de uma das salas”, para a realização de exposições, conferências ou colóquios, adiantou Luís Albuquerque. Segundo o autarca, “são estas duas intervenções que se prevêem para o local”, num investimento total de 463.230 euros “suportado a 100% pela câmara municipal, embora protocolado com a junta de freguesia porque o edifício está cedido” a esta.

Luís Albuquerque salientou que a ideia passa por ter “um espaço aberto a que diversas iniciativas de âmbito cultural ali se possam realizar, mas também dotar Fátima de um espaço público que não tem” para este tipo de actividades. O presidente da Câmara de Ourém reconheceu que “não é ainda o desejável”, especificando que “será o Parque da Cidade”, mas vai ser um espaço, juntamente com o Jardim do Cruzeiro, contíguo à Biblioteca, para as pessoas usufruírem e onde também se possa realizar espetáculos.

“Obviamente que, havendo ali outro tipo de valências, a biblioteca tenderá a ter mais pessoas e é isso que também queremos”, acrescentou Luís Albuquerque. O autarca referiu que a transferência para a escola desactivada da Biblioteca Pública, que estava instalada no edifício que acolhe o Centro de Saúde, vai permitir a ampliação e requalificação desta unidade de saúde.

A Biblioteca Pública de Fátima, criada em 1995, então como pólo da Fundação Calouste Gulbenkian, tem cerca de 14 mil livros. O edifício dispõe de uma sala de leitura geral, uma sala para o público infantil, uma zona para leitura de jornais e revistas e um espaço com seis postos de Internet. Tem ainda disponível ‘online’ o catálogo das obras.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo