Sociedade | 09-12-2023 18:00

Rastreios cardiovasculares em Ourém vão ter apoio municipal

Município celebrou protocolo com associação para dar continuidade à prevenção e apoio a doentes crónicos, na emissão de receituário, declarações, entre outras acções.

A Câmara Municipal de Ourém deliberou, na reunião de câmara de 4 de Dezembro, validar uma proposta de protocolo que visa apoiar a Associação Portuguesa de AVC na concretização de acções de intervenção que tenham como finalidade garantir uma melhor qualidade de vida aos oureenses. O protocolo estabelece um apoio financeiro no valor de cinco mil euros para financiar parte dos encargos decorrentes da prestação de serviços à população a nível do rastreio de factores de risco cardiovasculares e no apoio às vítimas de acidente vascular cerebral.

A Associação Portuguesa de AVC executa um serviço de rastreios aos factores de risco cardiovasculares enquanto actividade preventiva e de apoio às vítimas de AVC, à investigação, à formação e à sensibilização da comunidade para os problemas cardiovasculares que afectam a sociedade e em especial todas as pessoas com mais de 45 anos. “O município, consciente da importância da disponibilização gratuita destes serviços à população do concelho, vai apoiar financeiramente a Associação Portuguesa de AVC para dar continuidade a esta intervenção junto da comunidade, na prevenção e apoio a doentes crónicos, na emissão de receituário, declarações e outras acções”, refere a autarquia em comunicado.

A Associação Portuguesa de AVC (ASPA) é composta por mais de 300 voluntários inscritos, a maioria deles profissionais de saúde. A associação tem como objetivos primordiais prevenir o acidente vascular cerebral (AVC) e apoiar as suas vítimas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo