Sociedade | 11-12-2023 18:00

A banca de presépios tradicionais mais original de Santarém pertence a Mário Silva e Maria Dália

A banca de presépios tradicionais mais original de Santarém pertence a Mário Silva e Maria Dália
Mário Silva, 64 anos, e Maria Dália, 80 anos, na banca de família localizada no Campo Infante da Câmara em Santarém

Mário Silva tem, em conjunto com a sua tia, Maria Dália, de 80 anos, uma banca de venda de artigos de Natal situada no Campo Infante da Câmara, em Santarém. Há mais de seis décadas que a sua família faz negócio na cidade, tendo já recebido a visita de figuras conhecidas, como Manuel Luís Goucha.

Mário Silva, 64 anos, é um empresário em nome individual que cresceu em Santarém e que aprendeu desde muito cedo a gostar de artesanato. Quem passa no Campo Infante da Câmara não fica indiferente à banca de grandes dimensões que gere com a sua tia Mária Dália, de 80 anos, e que comercializa presépios tradicionais e todo o tipo de artigos associados à época natalícia.
O negócio foi herdado da família e existe em Santarém há cerca de seis décadas, explicam a O MIRANTE. Mantê-lo vivo, segundo Mário Silva, é a melhor forma que tem de homenagear o seu avô, que o criou e que costumava acompanhar quando este vendia perto do Mercado Municipal de Santarém. “Sou um bocadinho daquilo que ele me ensinou e daquilo que aprendi ao longo da vida com o trabalho”, afirma, sublinhando que o avô foi o seu melhor amigo e que o ajudou a formar-se enquanto pessoa “de bom carácter”.
As peças de louça para montagem de presépios são difíceis de encontrar, explica, razão pela qual o seu espaço tem sempre muita procura. Os artigos obrigatórios são as imagens dos Reis Magos, de São José, Virgem Maria, os animais, entre outras. Este ano montou a banca a 12 de Novembro e já perdeu a conta ao número de clientes que os visitaram, embora reconheça que o negócio melhora à medida que nos vamos aproximando da época natalícia. “Este ano espero ter saúde para trabalhar 40 dias seguidos. Levanto-me todos os dias às sete da manhã para ter o espaço aberto antes das nove horas. Por volta das seis da tarde fechamos porque já é de noite”, refere.
A banca é visitada por muita gente, inclusive figuras conhecidas do panorama mediático de Portugal. Maria Dália recorda a O MIRANTE o episódio em que o conhecido apresentador de televisão, Manuel Luís Goucha, se deslocou até à capital de distrito para visitar a banca e comprar várias peças.
Mário Silva gosta de artesanto desde que se lembra e já participou em eventos como as Tasquinhas de Rio Maior, a Festa do Vinho no Cartaxo, a Feira Nacional da Agricultura e a Feira de Outubro, em Vila Franca de Xira. Na “Loja do Pau”, como se designa a banca de venda, tem artigos em madeira como brinquedos e utensílios de cozinha. Também tem como costume participar na Feira do Artesanato do Estoril. Quando regressa às feiras recorda tudo aquilo que aconteceu em edições anteriores, tal como voltar a conviver com todos aqueles que partilham o seu ofício. “O melhor do que fazemos são as amizades e as pessoas que vamos conhecendo ao longo dos anos”, vinca.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo