Sociedade | 15-12-2023 07:00

Falta de “papel” impede abertura de valências no concelho da Chamusca

Nova sala da creche “O Coelhinho” e Centro de Dia do Semideiro continuam indisponíveis embora as obras já tenham sido inauguradas há vários meses. Presidente da Câmara da Chamusca diz que Segurança Social exige “um papel que não existe”.

Existem duas valências no concelho da Chamusca que foram inauguradas há meses, mas que ainda não estão disponíveis para usufruto da população por falta de “um papel”. O presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado, explicou que a nova sala da creche “O Coelhinho” e o Centro de Dia do Semideiro continuam fechados porque o Instituto de Segurança Social (ISS) “quer um papel que não existe” relativo à titularidade dos terrenos onde se situam os edifícios. O autarca lamentou que este impasse coloque em causa a realidade familiar de muitas famílias, nomeadamente as cerca de “40 que estão em fila de espera” para colocar as crianças na creche pertença da Santa Casa da Misericórdia da Chamusca.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo