Sociedade | 24-12-2023 15:00

Furtos de bens públicos e deposição ilegal de lixo preocupam em Azambuja

Furtos de bens públicos e deposição ilegal de lixo preocupam em Azambuja
André Salema fez uma participação à Guarda Nacional Republicana contra desconhecidos

Criminosos continuam a actuar pela calada da noite na freguesia de Azambuja. Desta vez furtaram sinalização de trânsito e lombas redutoras de velocidade em Casais dos Britos e depositaram toneladas de resíduos de obras em terreno florestal. Presidente da junta apresentou novas queixas contra desconhecidos.

O furto de bens públicos continua a preocupar na freguesia de Azambuja, que tem sido fustigada com sucessivos roubos e actos de vandalismo em espaços públicos. O mais recente aconteceu em Casais dos Britos, com os criminosos a arrancarem, pela calada da noite, a sinalização de trânsito e lombas de redução de velocidade instaladas naquela localidade da freguesia, que dias mais tarde vieram a ser encontradas num terreno privado.
O presidente da Junta de Freguesia de Azambuja, André Salema, afirmou na última reunião do executivo daquela autarquia que além de parte das lombas terem sido encontradas “intactas”, nesse mesmo terreno florestal foram detectadas duas deposições ilegais, em “grande escala”, de resíduos de construção e demolição. “É um assunto que se tem vindo a agravar. Assistíamos à deposição destes resíduos em pequena escala” mas, desta vez, “detectámos algumas toneladas destes resíduos nestas áreas florestais”, disse. A deposição de resíduos de construção e demolição em local impróprio é punível com coima que varia entre 20 e 200 mil euros para particulares e entre 30 e 300 mil euros para empresas.
O autarca, que já defendeu noutras ocasiões a possibilidade da instalação de câmaras de videovigilância numa tentativa de desencorajar os furtos, actos de vandalismo e deposição ilegal de entulho, sublinhou a importância de se denunciar este tipo de situações às autoridades para que estas possam actuar. “Estas deposições e crimes ambientais têm que ser denunciados e quantas mais denúncias houver certamente que terá que existir maior actuação por parte das autoridades. Enquanto não o fizermos vamos continuar a arrastar este problema, sem solução à vista, infelizmente”, lamentou André Salema que fez uma participação à Guarda Nacional Republicana sobre estes e outros casos.
Tal como O MIRANTE tem vindo a noticiar, na freguesia de Azambuja têm sido furtadas peças de veículos estacionados na via pública, sinalização de trânsito, tampas de esgoto e vandalizados parques infantis, paragens de autocarro e até um mural pintado de homenagem aos campinos. Situações como estas, lamentou anteriormente o autarca, têm contribuído para emagrecer os cofres da junta de freguesia que tem que estar sistematicamente a efectuar reparações nos espaços públicos vandalizados que são da sua competência.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo