Sociedade | 31-12-2023 18:00

Ataques de cães aumentaram em relação ao ano passado

Este ano foram registadas 24 contra-ordenações no distrito de Santarém por falta de açaime ou trela em cães de raça potencialmente perigosa. Há registo de 35 ataques de cães a pessoas em 2023.

A propósito do ataque de um pitbull ao cão da escritora Rita Ferro, em Salvaterra de Magos, O MIRANTE procurou saber alguns dados relativos aos ataques de cães no distrito de Santarém em 2023. O Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana (GNR) deu conta que os números aumentaram em relação ao ano passado. Em 2022 foram registados 11 ataques entre cães, 36 de cães a pessoas, e 40 contra-ordenações. Os mesmos dados demonstram que este ano, até 30 de Novembro, o número de ataques entre cães mais que duplicou, subindo para os 27, o número de ataques de cães a pessoas é 35, mas o número de contra-ordenações passou para quase metade face ao ano passado (24).
Sobre o ataque a Beef, o cão de Rita Ferro que ficou com rasgões profundos no cachaço, no pescoço e numa coxa, e lesões severas nos olhos, na barriga, nas costas e na boca, o Comando Territorial de Santarém da GNR confirmou a O MIRANTE que tem registo de uma denúncia a dar conta de que um cão da raça pitbull estaria a circular livremente na via pública, em Salvaterra de Magos, no dia 25 de Novembro, quando ocorreu o ataque. Explicou ainda que os guardas, acompanhados pelo veterinário municipal, realizaram uma acção de fiscalização no local do alojamento do animal, tendo sido possível detectar “várias infracções” que culminaram na elaboração do respectivo auto de contra-ordenação. Por falta de condições de segurança para detenção deste tipo de animais, o cão acabou por ser recolhido para o canil municipal, explica a GNR.
Os cães de raça potencialmente perigosa não podem circular sozinhos em lugares públicos, devem estar equipados com açaime funcional e seguros com trela até um metro de comprimento. O tutor do animal deve possuir uma licença de circulação emitida pela junta de freguesia. De acordo com a lei, a circulação em lugares públicos de cães deste tipo sem licença, trela ou açaime é punível com coima até 3.740 euros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo