Sociedade | 02-01-2024 15:00

Futuro do mercado de Alverca continua incerto e sem obra à vista

Futuro do mercado de Alverca continua incerto e sem obra à vista
Comerciantes do Mercado de Alverca contaram a O MIRANTE no final do Verão os problemas que se sentem no mercado e as obras que são urgentes

Bancada da coligação Nova Geração na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira diz que não é aceitável o estado em que se encontra o mercado de Alverca e pede uma requalificação que lhe dê melhores condições.

O mercado de Alverca precisa de ser recuperado e o espaço envolvente requalificado para permitir oferecer maior comércio e qualidade aos vendedores e clientes. O pedido foi deixado na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira por Rui Rei, líder da bancada da coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT), que quis saber o ponto de situação do projecto de requalificação do vizinho mercado municipal de Vila Franca de Xira, que tem sido uma das lutas da coligação neste mandato. Já em Setembro os eleitos da coligação haviam exigido em reunião de câmara que o executivo procedesse ao levantamento dos problemas existentes no mercado.
O presidente do município, Fernando Paulo Ferreira, voltou a dizer que o projecto para reabilitação e requalificação do Mercado Municipal de Vila Franca de Xira está na fase final de aprovação por entidades externas que têm de emitir parecer sobre a sua exequibilidade mas já sobre o mercado de Alverca nada há de concreto. “Temos falado com o presidente da junta de Alverca e estamos a promover uma reflexão conjunta sobre o que poderemos fazer no mercado”, explicou o autarca, confirmando uma informação que já tinha dado a O MIRANTE em Setembro quando o estado de degradação do mercado foi notícia.
“Isto está entregue aos bichos”
Sem novidades, o mercado de Alverca prepara-se para mais um ano de incerteza sobre quando terá as tão necessárias obras de remodelação e modernização. “Isto está entregue aos bichos”, desabafava Francisca Marouco, que há meio século explora uma banca de venda de frutas e legumes no mercado quando O MIRANTE lá esteve no final do Verão. O edifício precisa de ser requalificado por apresentar vários problemas resultantes de uma deficiente manutenção, em particular ao nível das coberturas, pavimentos, impermeabilização do espaço e de infiltrações.
O mercado não é grande e durante a semana tem pouco mais de meia dúzia de comerciantes em permanência. A clientela é pouca mas fiel e o maior problema é mesmo a falta de dinamização e a concretização de melhorias no edifício. A implementação de melhorias no estacionamento envolvente, com a criação de lugares exclusivos para os clientes do mercado, é outra das reivindicações da comunidade. “Já aqui estou há 18 anos e não se tem feito quase nada, é preciso que coloquem bancadas em inox. Isto precisa de obra de uma ponta à outra”, defendia Paula Vale.
O presidente da câmara já havia dito que a realidade e a dinâmica dos mercados não é igual de localidade para localidade. “De qualquer forma, Alverca tem condições e massa crítica, do ponto de vista da procura, para permitir essa dinamização e estamos a trabalhar nesse sentido”, garantia Fernando Paulo Ferreira.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo