Sociedade | 03-01-2024 12:00

Alunos de Tomar mostram talento no mercado municipal

Alunos de Tomar mostram talento no mercado municipal
Alunos mostraram talentos gastronómicos com doces de Natal

Alunos do curso Técnico de Cozinha/Pastelaria confeccionam vários pratos no âmbito da iniciativa “Chef’s de Cá”, que pretende dar a conhecer mensalmente o talento dos estudantes e a dinâmica do curso. O MIRANTE conversou com Beatriz Borges e Pedro Albino, alunos que estiveram presentes na sessão dedicada à época natalícia.

O Mercado Municipal de Tomar tem sido o palco da iniciativa Chef’s de Cá, que decorre mensalmente até Abril, onde alunos do terceiro ano do curso Técnico(a) de Cozinha/Pastelaria da Escola Profissional de Tomar confeccionam vários pratos com ingredientes base diferentes em cada mês. A iniciativa é uma parceria entre o município de Tomar e o estabelecimento de ensino e tem como objectivo dar a conhecer o que os alunos aprendem na escola, promover os cursos profissionais de cozinha e dinamizar o espaço, segundo explica Cristina Basílio, professora e coordenadora do curso.
O MIRANTE acompanhou a sessão que decorreu a 14 de Dezembro dedicada à época natalícia. Na iniciativa os alunos demonstraram e explicaram a confecção de rabanadas com doce de ovos, bolo de mousse de chocolate com nozes, azevias com recheio de grão, filhozes, coscorões e bolo-rei. O balanço da sessão foi muito positivo e contou com a participação de dezenas de pessoas que não resistiram a provar as delícias feitas pelos alunos.
Beatriz Borges, 19 anos, é uma das alunas do curso e afirma que desde pequena que é apaixonada pela área da pastelaria. Com uma mãe cozinheira, desde muito cedo que um dos seus passatempos favoritos é assistir a programas de culinária. Aos sete anos recorda-se de ter assistido a um episódio sobre como fazer bolos de casamento, que são a sua grande paixão, tornando-se no seu objectivo para o futuro. Só começou a aprender sobre cozinha a sério por volta dos 14 anos, uma vez que a mãe tinha medo que se queimasse no forno. No secundário entrou para o curso de Ciências e Tecnologias, depois mudou para Línguas e Humanidades, mas tanto um como outro não a fizeram sentir-se realizada. Optou por perder o ano e seguir o seu instinto, ingressando no curso de cozinha/pastelaria na Escola Profissional de Tomar. Foi ali que aprendeu quase tudo o que sabe. “Aprendemos de tudo desde o início até ao fim, como sopas, molhos, doces de Natal, cortes de legumes e carnes, pastelaria e outros pratos”, explica a O MIRANTE. As especialidades de Beatriz Borges são o bolo de mousse de chocolate, rabanadas e broas de amêndoa, mas também faz pratos como esparguete à bolonhesa e carne de porco à alentejana.

O sonho de ter um restaurante
Pedro Albino, 19 anos, é natural de Abrantes e foi para Tomar para estudar cozinha. Explica que sentiu curiosidade em experimentar depois de muitos anos a ver o seu padrinho a trabalhar em restaurantes. Começou a aprender aos 14 anos com a mãe, em casa, e decidiu experimentar pela primeira vez fazer um bolo com base numa receita da internet que “surpreendentemente, estava bom”, conta com um sorriso. Agora, quando vai a casa da mãe, quer sempre cozinhar para deixar a mãe descansar, sublinha. Pedro Albino decidiu seguir a área da cozinha pelas oportunidades que existem neste sector de actividade. Afirma, sem hesitar, que o seu grande objectivo é abrir um restaurante. O jovem destaca que o curso o tem ajudado a melhorar e desenvolver muito as suas capacidades. A maior dificuldade, acrescenta, continua a ser aprender a lidar com a pressão. Pedro Albino gosta de cozinhar pratos típicos portugueses, mas confessa que a sua especialidade é cordon bleu de marmelos e fatias douradas caramelizadas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo