Sociedade | 04-01-2024 07:00

“Não venham para as urgências com sintomas ligeiros”

Director clínico do Centro Hospitalar do Médio Tejo pediu à população para utilizar a Linha Saúde 24 antes de recorrer aos serviços de urgência, que têm tido bastante procura de doentes com sintomas gripais.

O director Clínico do Centro Hospitalar do Médio Tejo apelou à população que siga as recomendações da Direcção Geral da Saúde (DGS) para as temperaturas frias e utilize a Linha Saúde 24 (808242424) antes de recorrer aos serviços de urgência. “Não venham para as urgências com sintomas ligeiros”, apelou no final da passada semana Carlos Lousada, tendo apontado à sobrecarga no serviço de urgência, já com uma “pressão muito grande”, e ao risco de contágio. “Quem tiver de recorrer às urgências deve usar sempre a máscara”, indicou.
O Hospital de Abrantes atingiu esta terça-feira, 2 de Janeiro, o limite da capacidade de internamento em cuidados intensivos, “com 80% dos casos a dever-se a infecções respiratórias”, indicou à Lusa fonte da recentemente criada Unidade Local de Saúde (ULS) do Médio Tejo. Dez das 12 camas estavam ocupadas com doentes com gripe A. A média de idades era de 55 anos.
Face ao panorama e à procura assistencial, a ULS decidiu “reforçar equipas e camas de internamento”, no âmbito do plano de contingência à gripe, “para dar resposta ao pico de procura e para fazer face às próximas semanas”. A unidade de saúde prevê que a actual situação se prolongue “até ao final de Janeiro, com o pico na segunda quinzena de Janeiro”, devido aos “grandes convívios sociais” da quadra festiva do Natal e Ano Novo, tendo a instituição indicado os idosos e crianças como grupos de risco.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo