Sociedade | 08-01-2024 21:00

Autarcas de Azambuja dizem que há excesso de zelo na aplicação de multas de estacionamento

Em Azambuja e Aveiras de Cima há condutores, inclusive autarcas, que estão a perder a conta às multas por estacionarem em locais onde era habitual. Câmara de Azambuja vai reunir com a GNR para apelar ao “bom-senso” até estar concluído o regulamento de trânsito.

Condutores residentes na vila de Azambuja e em Aveiras de Cima queixam-se de estarem a ser multados por militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) por estacionarem os carros em locais onde já o fazem há décadas. O assunto foi abordado na última reunião do ano de 2023 do executivo da Câmara de Azambuja, onde também há quem tenha sido autuado, e o presidente Silvino Lúcio afirmou que já foi feito um pedido para reunir com os comandantes dos dois postos da GNR.
Segundo o autarca socialista, têm chegado aos serviços emails de munícipes a expressar o seu “desagrado pela actuação policial”. Por se tratar de hábitos de estacionamento que já perduram há anos, defendeu, tem de haver “bom-senso” na aplicação de coimas até porque, justificou, ainda está em revisão o regulamento do trânsito em Azambuja que poderá trazer alterações que permitam o estacionamento e passagem a um sentido único de trânsito em determinadas ruas.
Este é um problema que acontece, por exemplo, na Rua João Vaz de Azambuja, onde o estacionamento de carros dos moradores à porta de sua casa impede que a circulação automóvel seja feita nos dois sentidos há mais de 50 anos, referiu a vereadora do Chega, Inês Louro, informando que recentemente todos os residentes foram multados. “A GNR fez o que é suposto, mas perante esta prática, que tem mais de 50 anos de hábito, teria sido positivo da parte da autoridade ter feito uma campanha de sensibilização”, disse.
Também os vereadores do PSD, Rui Corça e José Paulo Pereira - este último multado em circunstância semelhante - apelaram ao “bom-senso e alguma calma” por parte das autoridades até que estejam criadas condições de trânsito. Do lado dos socialistas, também o vice-presidente António José Matos afirmou que tem notado “que está a existir excesso e zelo por parte da GNR” e rejeitou que seja a câmara municipal que esteja a incentivar aquela força da autoridade a aumentar a fiscalização ao estacionamento indevido.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo