Sociedade | 08-01-2024 18:00

Sardoal evitou perda de fundos comunitários para a nova biblioteca municipal

Requalificação do antigo Externato Rainha Santa Isabel sofreu vários atrasos o que protelou a sua conclusão. Mas a pressão do município surtiu efeito e o empreiteiro finalizou os trabalhos antes do final do ano.

A Câmara do Sardoal evitou perder fundos comunitários para requalificação do antigo Externato Rainha Santa Isabel, onde vai ser instalada a nova biblioteca municipal, ao exigir ao empreiteiro que a empreitada fosse entregue até 19 de Dezembro, o que, depois de vários atrasos, acabou por acontecer. O presidente do município, o social-democrata Miguel Borges, explicou a O MIRANTE que se a obra não fosse entregue até final de 2023 perderiam os fundos comunitários que financiam grande parte da empreitada.

O autarca referiu que no 15 de Janeiro vai visitar a obra juntamente com o empreiteiro para verificar se as correcções exigidas estão feitas. Esta foi uma obra com vários atrasos na sua conclusão. A empreitada, que tem um investimento de cerca de 900 mil euros e é comparticipada por fundos comunitários, teve início em Fevereiro de 2022. A 19 de Outubro de 2023 realizou-se o auto de vistoria para recepção provisória da obra. No entanto, o executivo municipal recusou a entrega da obra dado existirem correcções a necessitar de ser feitas.

Em reunião de câmara de Novembro, o presidente do município contou ter visitado a obra e sublinhou que o edifício estava muito bem. Miguel Borges admitiu, no entanto, que o atraso na entrega da obra poderia trazer prejuízos para a autarquia. O empreiteiro fez quatro pedidos de prorrogação do prazo, três deles aceites pela maioria PSD, e um quarto recusado por todo o executivo municipal. A empresa responsável pela empreitada justificou os pedidos de prorrogação do prazo com a Covid-19 e com a guerra na Ucrânia.

Recorde-se que, como O MIRANTE noticiou, a candidatura de requalificação do edifício foi aprovada mais de dois anos depois de ter sido submetida a fundos comunitários. Após um primeiro concurso para a empreitada da obra da nova biblioteca municipal, que ficou deserto, houve seis propostas no segundo concurso, sendo que a proposta inicial, de 740 mil euros, aumentou para 886 mil euros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo