Sociedade | 04-02-2024 15:00

O dador com 102 dádivas e os jovens que começam a dar sangue pelo espírito de ajuda

O dador com 102 dádivas e os jovens que começam a dar sangue pelo espírito de ajuda

O Grupo de Dadores de Sangue de Pernes promoveu mais uma recolha de sangue na Casa do Campino em Santarém, onde compareceram 37 dadores. Entre eles está um campeão com mais de cem dádivas e jovens que agora começam a despertar para a importância de ajudar a salvar vidas.

Florival Ferreira Romão, de 65 anos, já deu sangue 102 vezes. Ainda vai dar mais uma vez e depois tem de cessar a actividade de dador por causa da idade. Natural de Coruche, o dador, que encontrámos na recolha nas instalações da Casa do Campino, em Santarém, no dia 19 de Janeiro, foi agraciado com a medalha de ouro do Instituto Português do Sangue e da Transplantação e a gota de cristal pela Federação das Associações de Sangue na festa do 27º aniversário do Grupo de Dadores de Sangue de Pernes, que promove recolhas regulares neste espaço. Mafalda Fagulha, 20 anos, e Inês Dias, 23 anos, ambas de Santarém, deram sangue pela primeira vez e se mantiverem as três dádivas que podem fazer por ano podem ultrapassar a marca de Florival em 23 dádivas.
O dador de Coruche, que trabalha com máquinas de movimentação de terras, apela aos jovens como Mafalda e Inês para darem sangue. “Não tenham medo”, diz Florival Romão que começou a dar sangue porque queria ajudar os outros e ao fim deste tempo sente que fez “algo que valeu a pena”. Quem começou a dar sangue cedo, aos 18 anos, a idade mínima, foi o militar da GNR António Lopes, 47 anos, natural de Pontével, Cartaxo, quando ainda havia serviço de recolha no Hospital Distrital de Santarém. Começou a dar uma vez por ano e foi aumentando o número de dádivas. Em 2023 deu as quatro que são permitidas aos homens.
Alexandra Pedro, 58 anos, residente em Santarém, há cerca de 40 anos que participa em recolhas de sangue. “Acho que devemos todos ter este tipo de sensibilidade porque amanhã podemos ser nós a precisar”, indica. Costuma fazer apelos nas redes sociais para incentivar a participação de mais pessoas nas dádivas. Considera que os mais novos estão sensibilizados para a causa das acções de recolha por aquilo que vem a observar. Um dos jovens que comprova exactamente isso é Duarte Pereira, de 20 anos, natural de Santarém e aluno de segundo ano do curso de Enfermagem na Escola Superior de Saúde de Santarém. O estudante, que dá sangue desde os 18 anos, tem por hábito convidar amigos a participar nas recolhas. Afirma que a informação da realização das recolhas em Santarém poderia ser mais difundida, por exemplo, nos estabelecimentos de ensino de forma a registar-se uma maior participação das faixas etárias mais jovens.

Grupo de Dadores de Pernes organiza dádivas de sangue duas vezes por mês na Casa do Campino, em Santarém

Grupo de Pernes recolhe mil unidades de sangue por ano

A recolha de sangue organizada pelo Grupo de Dadores de Sangue de Pernes nas instalações da Casa do Campino, em Santarém, no dia 19 de Janeiro, tinha prevista a presença de 40 dadores tendo o número final sido de 37 dadores sendo que três deram sangue pela primeira vez. Mário Gomes, presidente do grupo, que deu sangue 84 vezes, refere que na recolha de 5 de Janeiro passaram pelas instalações da Casa do Campino 27 dadores.
Durante o ano de 2023 o grupo recebeu 1.203 dadores nas várias recolhas feitas sendo que 140 pessoas deram sangue pela primeira vez. O número de dadores no ano de 2023 em comparação com o ano de 2022 diminuiu, segundo Mário Gomes. O dirigente diz que é preciso fidelizar os dadores de sangue fazendo ao mesmo tempo com que as pessoas se sintam confortáveis. O grupo consegue colher ao longo do ano um total de cerca de mil unidades de sangue. Portugal gasta por dia entre mil a 1.100 unidades.
No que toca às reservas de sangue Mário Gomes indica que o número é ao longo do ano razoável, apesar de ir oscilando, explicando também que as estações de Inverno e Verão são aquelas em que existe uma maior necessidade de dadores. Para o ano de 2024 o grupo prevê fazer 38 recolhas de sangue.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo