Sociedade | 12-02-2024 07:00

Ex-comandante da PSP do Entroncamento multado em Atalaia por sinalização de trânsito incorrecta

Ex-comandante da PSP do Entroncamento multado em Atalaia por sinalização de trânsito incorrecta
João Silva, antigo comandante da PSP do Entroncamento, foi multado pela GNR por alegadamente ter entrado numa rua em Atalaia, concelho de Vila Nova da Barquinha, em sentido contrário. João Silva defende que não existia qualquer sinalização nesse sentido

João Silva, antigo comandante da PSP do Entroncamento, afirma que foi multado de forma errada pela GNR da Barquinha após entrar em sentido contrário numa rua que não tinha sinalização que identificasse devidamente o sentido do trânsito.

João Silva, antigo comandante da Polícia de Segurança Pública do Entroncamento, foi autuado em Atalaia, onde reside, por alegadamente ter entrado em sentido contrário. João Silva defende que não existia qualquer sinalização na rua que indicasse o sentido do trânsito e que o único que foi colocado posteriormente se encontra a meio da rua. No dia 21 de Novembro de 2023 saiu da sua residência na Rua da Palmeira. No cruzamento de saída da rua existe agora um sinal de obrigatoriedade para virar à esquerda, algo que João Silva garante que não existia antes de ser multado. Seguiu pela Rua Nª Senhora da Assunção, em direcção ao Largo do Rossio, onde foi mandado parar e autuado por uma brigada da GNR que, segundo diz, “estava de gratificado para controlar umas obras, nem sequer era uma operação de trânsito”.
No início da Rua Nª Senhora da Assunção não existe nenhuma sinalização a indicar a existência de apenas um sentido. O sinal de informação de sentido único encontra-se a meio da rua. “Não havendo nenhum sinal até meio da rua, a minha interpretação é que até esse sinal o trânsito pode circular nos dois sentidos” afirma a O MIRANTE sem esconder a indignação.
João Silva diz que já tinha sido avisado anteriormente pelo mesmo cabo da GNR que o autuou desta vez. “Já me tinham parado e avisado que eu não podia seguir por ali porque era sentido único e ao sair da minha rua tinha de virar à esquerda. No entanto, não havia nenhuma sinalização que obrigasse a isso e foi o que respondi dizendo que até meterem lá a sinalização o ia fazer. O guarda que me parou avisou-me que iria passar-me uma multa de 250 euros se o voltasse a fazer e foi mesmo ele que me multou” diz João Silva, que recorreu da multa a 29 de Janeiro de 2024, uma semana depois de ter recebido a notificação em sua casa.
Segundo conta, todos os moradores da rua faziam o mesmo percurso. “Foi muito azar ter sido logo eu a ser multado porque todos faziam isso aqui. É provável que seja uma retaliação de polícias e pelo gosto de multar um antigo PSP”, remata. Apresentou o problema na autarquia tendo sido recomendado a fazer uma exposição. Para João Silva devia ser colocado um sinal de informação ou de obrigação no início da Rua Nª Senhora da Assunção para que a informação sobre o sentido do trânsito fosse válida e clara em toda a rua.
O MIRANTE pediu explicações sobre o caso à GNR, mas até ao fecho desta edição não recebeu qualquer resposta.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo