Sociedade | 12-02-2024 12:00

Nova hasta pública para venda de terreno para construção de hotel em Coruche

Primeira hasta pública ficou deserta e município de Coruche viu-se obrigado a baixar o preço base. Valor inicial era superior a 500 mil euros mas como não houve interessados a Câmara de Coruche baixou o preço para 188.227 euros.

Ficou deserta a primeira hasta pública para venda de um terreno de 9.682 metros quadrados para construção de um empreendimento turístico em Santo Antonino, com vista sobre a vila de Coruche. O executivo municipal deliberou, em sessão camarária, baixar o preço e avançar com uma nova hasta pública. O valor inicial era de mais de 500 mil euros mas como não houve interessados a Câmara de Coruche reviu o preço em baixa, para 188.227 euros. O presidente da autarquia, o socialista Francisco Oliveira, explicou que este valor diz respeito ao preço de custo do terreno, a que acresce o actual valor da inflação no mercado imobiliário. “Não vamos baixar mais o preço e vamos esforçar-nos para que nasça ali um hotel à séria, que seja uma mais valia para o concelho”, garantiu Francisco Oliveira.
O objectivo do município é captar empresários que se possam instalar no concelho na área de actividade hoteleira. As condições de venda estabelecem que o hotel tem que ter um mínimo de quatro estrelas e entre 100 a 400 camas. O terreno localiza-se no planalto, perto da zona do castelo, com vista privilegiada sobre a planície e o rio Sorraia. Francisco Oliveira afirmou, em Novembro do ano passado, aquando do lançamento da primeira hasta pública, que quer procurar investidores não só em Portugal porque considera fundamental que este projecto avance a breve prazo.
“Temos esta lacuna: organizamos óptimas festas, como as Festas em Honra de Nossa Senhora do Castelo, e espectáculos muito bons mas depois não temos dormidas, o que faz com que as pessoas não pernoitem na vila. É um problema que queremos mesmo resolver”, esclareceu o autarca, acrescentando que o objectivo é que o investidor construa e explore o hotel.
O vereador da CDU, Valter Jerónimo, considerou este um bom negócio por ser uma carência identificada em Coruche e todos concordam com as vantagens de ter um empreendimento turístico de qualidade no concelho. A Câmara de Coruche pretende também que sejam construídos serviços de bar, restaurante e espaços de lazer, entre outros. Outra das intenções da autarquia é que sejam valorizados produtos locais e que estes possam ser vendidos no empreendimento a construir. O terreno vai ser colocado à venda e os promotores devem apresentar um projecto de acordo com o caderno de encargos.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo