Sociedade | 19-02-2024 17:44

Todos os anos surgem 400 casos de cancro em crianças

Todos os anos surgem 400 casos de cancro em crianças
Rita Merenda enfrentou o cancro aos 11 anos

Rita Merenda era criança quando enfrentou o cancro mas, aos 45 anos, ainda não lhe é fácil falar da doença que deixou marcas também na sua família. Todos os anos em Portugal são diagnosticados cerca de 400 os novos casos de cancros pediátricos, representando a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes.

Rita Merenda era uma criança saudável, “cheia de energia, com “muita vontade de viver e conhecer o mundo” até começar a sentir esse vigor, próprio da idade, a abandonar o seu pequeno corpo. A palidez e a falta de apetite levaram-na às análises que dariam o primeiro sinal de que algo no seu sangue não estava bem. Daí até ao IPO de Lisboa foi um estalar de dedos e, aos 11 anos, estava a ser diagnosticada com uma leucemia mieloblástica aguda. “Na altura não se falava muito da doença, nem da palavra cancro, muito menos associada a uma criança. Eu própria não sabia o que era o cancro”, diz a O MIRANTE a sobrevivente natural de Vila Franca de Xira a propósito do Dia Internacional da Criança com Cancro que se assinala a 15 de Fevereiro.

Todos os anos são diagnosticados em Portugal cerca 400 novos casos de cancros pediátricos que, apesar da taxa de sobrevivência ser de cerca de 80%, continuam a ser a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes.

*Reportagem completa numa próxima edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo