Sociedade | 14-03-2024 20:00

Testemunho das “Filhas de Abril” em Alpiarça

Testemunho das “Filhas de Abril” em Alpiarça
Foram várias as mulheres que contaram, durante a tertúlia "Filhas de Abril", que decorreu em Alpiarça, as suas memórias durante os anos de ditadura

Tertúlia organizada pela Câmara de Alpiarça juntou filhas e esposas de presos políticos durante o Estado Novo. Participantes partilharam memórias e marcas que ficaram para a vida.

O pai de Herculana Velez era funcionário do Partido Comunista Português (PCP), que lutava por melhores condições salariais e de vida do povo em plena ditadura salazarista, entrou para a clandestinidade com a esposa e a filha, na altura com dois anos. Herculana Velez viveu nessas condições até aos oito anos e as memórias que guarda desses tempos foi de viver isolada e não ter amigos. A família andava sempre de terra em terra, sobretudo durante a noite, e vivia em casas arranjadas pelo partido. Os seus companheiros e amigos foram um coelho, um pintassilgo e um pinto.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo