Sociedade | 18-03-2024 21:00

Santarém contrai empréstimos de 12 milhões para infraestruturas prioritárias

A Câmara de Santarém vai contrair dois empréstimos num valor total de 12 milhões de euros para construir infraestruturas de carácter estratégico e prioritário, como um pavilhão empresarial e diversas instalações desportivas.

O município de Santarém vai contrair dois empréstimos num valor total de 12 milhões de euros para construir infraestruturas “de carácter estratégico e prioritário”, como um pavilhão empresarial, e ainda instalações desportivas.

Para a área do desporto está previsto um empréstimo de 4,56 milhões de euros que vão ser utilizados para a construção de um campo municipal de rugby (2.643.345 euros), um campo de jogos na Ribeira de Santarém (1.279.686 euros) e um campo de relvado natural na Escola Superior Agrária de Santarém (639.614 euros), segundo informação da autarquia.

Já no que diz respeito às infraestruturas descritas como “de carácter estratégico e prioritário”, o município vai investir 7,47 milhões de euros distribuídos por três obras: um pavilhão multiusos de Amiais (2.700.000 euros), um pavilhão empresarial de Alcanede (3.180.000 euros) e um pavilhão desportivo na antiga Escola Prática de Cavalaria (1.590.000 euros).

No que se refere às instalações desportivas, o empréstimo vai ser pago durante um período de 10 anos, ao passo que os 7,47 milhões de euros destinados à construção de infraestruturas estratégicas vão ser pagos nos próximos 20 anos.

A proposta de contracção do empréstimo relativo às obras na área do desporto foi já aprovada pelo executivo e pela Assembleia Municipal, em Fevereiro, e o outro empréstimo será ainda votado pelos deputados municipais.

O PSD (que preside à autarquia, sem maioria absoluta) e o PS (que preside à Assembleia Municipal, onde também não tem maioria absoluta) assinaram um acordo de governação após as autárquicas de 2021.

Na reunião pública do executivo em que as propostas foram discutidas, em Fevereiro, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, disse que Santarém “pode contrair empréstimos desta natureza” porque “a situação financeira do concelho melhorou muito nos últimos anos”.

Segundo o autarca, o pagamento mensal destes empréstimos “é completamente comportável para o município de Santarém”. De acordo com o autarca, eleito pelo PSD, estes investimentos são “há muitos anos verificados como sendo necessários para o concelho” e serão importantes para o desenvolvimento e para a equidade territorial.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Santarém, João Leite, considerou que estes investimentos são “contributos importantes e vão permitir a estas freguesias ter condições desportivas de excelência”, abrindo simultaneamente “espaço para o desenvolvimento empresarial”.

Ainda segundo João Leite, o executivo está a "descentralizar e oferecer condições para o desenvolvimento empresarial", nomeadamente no caso de Alcanede "onde várias empresas promovem a criação de postos de trabalho".

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo