Sociedade | 27-03-2024 07:00

Moradores de Charneca de Alcorochel pedem contas à câmara pelo mau estado das estradas

Moradores de Charneca de Alcorochel pedem contas à câmara pelo mau estado das estradas
Maria Alves voltou ao fim de mês e meio à reunião do executivo municipal para reclamar novamente do mau estado das ruas

Presidente da Câmara de Torres Novas garante que vai arrancar em breve a elaboração do projecto para intervir nas estradas de Charneca de Alcorochel e que já se sabe que os trabalhos vão custar 250 mil euros.

Novidade surge na sequência de intervenção de uma moradora que quer ser ressarcida pelos estragos que as más condições das estradas provocaram na sua viatura.

O presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira (PS), afiançou na última reunião pública do executivo, realizada a 13 de Março, que vai arrancar para a fase de elaboração do projecto a requalificação das ruas do Mirante, da Escola e largo do cemitério, em Charneca de Alcorochel. O mau estado dos pisos tem sido muito contestado pela população que, mais uma vez, se fez representar em reunião de câmara pela moradora Maria Alves, que usou da palavra para alertar para o problema.
A empreitada, adiantou o autarca, tem um investimento previsto de 250 mil euros (mais IVA), dos quais 170 mil euros dizem respeito aos arruamentos e 80 mil euros ao arranjo do largo do cemitério. De um modo geral, acrescentou, os trabalhos contemplam um projecto rodoviário, pedonal e ciclável, sinalização vertical e horizontal, projecto de estabilidade para as possíveis obras a incorporar devido à ausência de passeios e escoamento de águas, projecto de abastecimento de água potável, projecto de reformulação e reforço de instalação eléctrica, de expansão de rede de abastecimento de gás natural e plano de gestão de resíduos.

Moradores querem ser ressarcidos pelos danos nas viaturas
Maria Alves, que tinha estado em Janeiro em reunião camarária a reclamar sobre o mesmo assunto, vincou que as condições de circulação naquelas ruas se têm vindo a deteriorar, existindo agora autênticas valas abertas que dificultam muito a circulação automóvel. A moradora, que alega ter substituído os pneus da sua viatura há cerca de seis meses e já se encontrarem novamente em mau estado, afirmou que os residentes lesados farão chegar ao município uma reclamação a exigirem ser ressarcidos pelos danos causados.
Sobre esta matéria, Pedro Ferreira confirmou que existe um seguro do município para este tipo de situações e que os moradores podem fazer chegar as suas reclamações. As queixas terão de ser avaliadas posteriormente pela seguradora.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo