Sociedade | 29-03-2024 12:00

Municípios da região apostam em medidas de eficiência energética

Substituir lâmpadas antigas por iluminação LED, renovar a frota com veículos eléctricos, instalar painéis fotovoltaicos e modernizar equipamentos são algumas das medidas que têm vindo a ser implementadas pelos municípios. No Dia Mundial da Eficiência energética apelou-se à adopção de práticas responsáveis em nome da saúde do planeta.

Em Portugal, tal como na Europa, a eficiência energética tem vindo aos poucos a tornar-se uma prioridade nas políticas públicas. Os municípios começaram a preocupar-se com custos elevados, e com o meio ambiente, e avançaram com medidas, umas com mais, outras com menos impacto imediato. O município de Abrantes, por exemplo, começou a substituir em 2019 as velhas luminárias das redes de iluminação pública por lâmpadas de tecnologia LED. Até agora já foram substituídas 11.540 luminárias, o que corresponde a cerca de setenta por cento do total de luminárias, com uma poupança anual estimada em 2023 comparativamente a 2022 de 148 mil euros.
O município avança a O MIRANTE que está previsto instalar até ao final do Verão de 2024 bombas centrífugas com maior eficiência energética em todas as piscinas municipais do concelho. Ao nível das obras públicas a eficiência energética é tida em conta nos projectos, sendo exemplo disso os painéis fotovoltaicos instalados no parque escolar para autoconsumo do edificado. Desde Novembro de 2023 está na circular em Abrantes o primeiro autocarro movido a hidrogénio da região do Médio Tejo e o Plano de Acção Climática do município está em período de discussão pública.
A autarquia tem em desenvolvimento um processo para implementação de duas Comunidades de Energia Renovável para dar resposta às empresas instaladas na Zona Industrial de Abrantes (sul e norte) e outra para fornecimento de energia renovável a equipamentos públicos.
Em Torres Novas também foram adoptadas medidas nos estabelecimentos escolares, assim como substituídas luminárias por lâmpadas LED nas piscinas e arruamentos. As viaturas da câmara têm sido renovadas gradualmente, com a troca para viaturas eléctricas, motociclos e trotinetas. “A implementação destas medidas têm tido um impacto inequívoco na diminuição das facturas relacionadas com os consumos de energia eléctrica, gás e combustíveis fósseis bem como a diminuição das emissões de carbono. Do ponto de vista dos munícipes é nossa convicção que é facilmente compreensível que estas medidas demonstram uma boa utilização dos recursos financeiros uma vez que o retorno é alcançado num período relativamente curto e os efeitos são imediatos”, sublinha o município.

Santarém desliga luzes e Benavente renova a frota
O município de Santarém apostou em desligar a luz em zonas inabitadas e remotas, o que se traduziu numa poupança anual de 24 mil euros. A colocação de lâmpadas LED nos semáforos permitiu poupar mais de 22 mil euros por ano. Ao mesmo tempo a autarquia implementou um sistema de gestão e monitorização de consumos energéticos nos edifícios municipais; e em substituição de equipamentos de iluminação interior antigos, por novos, poupou cerca de 35 mil euros.
De futuro a câmara pretende produzir energia com a implementação de sistemas fotovoltaicos, ampliar a rede de postos de carregamento eléctrico, substituir mais luminárias por lâmpadas LED e ampliar o sistema de telegestão na iluminação pública a um maior número de equipamentos.
O município de Benavente também avançou no caminho da eficiência energética e concluiu a substituição integral de todas as luminárias públicas, nas quatro freguesias, que passaram de vapor de mercúrio para LED, com uma poupança de energia acima dos 50%, abrangendo também os edifícios municipais.
As piscinas municipais de Samora Correia e Benavente sofreram obras de reabilitação e foi conseguida uma poupança energética relevante no sistema de climatização do edifício, iluminação e águas quentes sanitárias. A Câmara de Benavente substituiu a iluminação dos pavilhões desportivos num investimento total de 51.861 euros, verba comparticipada pelo Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia, promovido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. Neste momento a câmara já tem sete veículos totalmente eléctricos e vão continuar a apostar na mudança da frota.

VFX avança com postos de carregamento
Em Vila Franca de Xira o município diz que o parque de iluminação pública já está 55% coberto com tecnologia LED, prevendo-se chegar aos 100% no final de 2025. A luz de todos os semáforos do concelho já é LED. Está a ser executada a primeira fase de alargamento da rede de postos de carregamento de veículos eléctricos em locais públicos, com a instalação de 28 novos postos de carregamento duplos, em locais estrategicamente seleccionados de cada uma das freguesias. Cinco destes postos de carregamento já se encontram em operação.Com a conclusão desta fase ficarão disponíveis 32 postos de carregamento.
O concurso público correspondente à segunda fase de alargamento da rede de postos de carregamento encontra-se em fase de apresentação de propostas. Pretende-se chegar ao total de 69 postos de carregamento, que irão corresponder a 132 tomadas de carregamento. Tem vindo a ser feita a substituição de viaturas antigas por viaturas eléctricas e actualmente o município dispõe de sete viaturas eléctricas ao serviço. “Quando justificável são implementados nos edifícios municipais painéis solares fotovoltaicos, bombas de calor, ou caldeiras de condensação”, informa a autarquia.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo