Sociedade | 01-04-2024 18:00

Crime ou queda: autópsia vai desvendar o que aconteceu a jovem que morreu em VFX

Um jovem de 27 anos foi encontrado em paragem cardiorrespiratória nas traseiras de um prédio na Quinta da Grinja, em Vila Franca de Xira. Pouco depois uma idosa foi violentamente assaltada no mesmo bairro.

Só as conclusões da autópsia revelarão as causas da morte de um jovem de 27 anos que no dia 19 de Março foi encontrado sem vida nas traseiras de um prédio na Rua Soeiro Pereira Gomes, na Quinta da Grinja, em Vila Franca de Xira. A vítima foi encontrada pela vizinhança que alertou os bombeiros, pouco passava das 16h30. No local ainda foram feitas manobras de reanimação até à chegada da viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) mas a vítima não reagiu. Os tripulantes da VMER encontraram o homem em paragem cardiorrespiratória com um traumatismo na nuca e sangue na cabeça e na boca.
As lesões não permitiram garantir com clareza se o jovem tinha caído da janela de um dos prédios, motivo pelo qual foi chamada a Polícia Judiciária para realizar perícias no local. Ainda foram realizadas manobras de reanimação mas a vítima não reagiu e o óbito foi declarado no local.
Pouco tempo depois do corpo ter sido descoberto, ainda os socorristas estavam no local, uma idosa foi violentamente assaltada no mesmo bairro, num roubo por esticão que a deixou prostrada no asfalto e a precisar de receber assistência no hospital depois de perder os pertences que levava consigo. As autoridades não descartam a possibilidade das duas ocorrências estarem relacionadas e as investigações continuam.

Crimes preocupam autarcas
Na última reunião de câmara o roubo por esticão a uma idosa na Quinta da Grinja foi também alvo de abordagem por parte dos eleitos da bancada da coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT), que há poucos meses já tinham manifestado preocupações com um aparente agravar da criminalidade na cidade. “Agora temos mais um assalto por esticão num bairro que era pacato. Isto não é habitual. Sentimos que estas situações estão a aumentar e reina o sentimento de impunidade e de insegurança nas pessoas. É o segundo caso na Quinta da Grinja com danos físicos para as pessoas, por falta de policiamento e importa que tenhamos atenção especial e uma conversa com as autoridades para perceber o que se está a passar na cidade”, alertou Vítor Silva.
O presidente do município, Fernando Paulo Ferreira, voltou a descartar a ideia de o concelho ser um território inseguro, tal como já fez anteriormente quando um outro jovem acabou assassinado à facada no centro de Alverca e um outro negócio de tráfico de droga acabou num tiroteio público no bairro da Malvarosa. “Tivemos recentemente uma reunião do Conselho Municipal de Segurança e não nos foi dado nenhum alerta de haver um aumento da criminalidade”, garantiu.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo