Sociedade | 01-04-2024 10:00

O município de Benavente e a falta de vagas nas creches

Sobre o desespero de muitas mães do concelho de Benavente, confrontadas com a inércia autárquica perante a falta de vagas nas creches locais, noticiado por O MIRANTE, em que o executivo camarário “sacode a água do capote” justificando com a demora dos procedimentos da Segurança Social e com a falta de dinheiro.
É curiosa a alegação da escassez de recursos financeiros numa autarquia que, nos “Documentos Previsionais 2024” (disponível no site do município) afirma como primeiro pilar do orçamento municipal a “vontade de proporcionar aos cidadãos uma vida com padrões mínimos de confortabilidade, saúde e desenvolvimento físico e psíquico” mas que, ao longo das 92 páginas do documento, não utiliza uma única vez a palavra “creche”.
E que, por isso mesmo, consagra ZERO euros ao investimento nestes equipamentos – mas afecta quase 1,5 milhões à construção de parques e jardins. E que sabe “sacar” quase 4,7 milhões aos fundos europeus do FEDER, dedicando quase 300 mil às “célebres” ciclovias e perto de 1,2 milhões à “requalificação” das Praça do Município, em Benavente, e da República, em Samora Correia, mas alega a escassez de recursos para acudir ao desespero das mães.
E que, perante esta e outras situações de manifestas necessidades da população, não tem qualquer rebuço em utilizar mais de 1,1 milhões de euros destinados a “promover a inclusão social e combater a pobreza […] para melhorar o acesso, inclusive através das infraestruturas, aos serviços sociais, educativos, culturais e recreativos […] das pessoas com deficiência, das crianças e dos idosos” (Regulamento Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e ao Fundo de Coesão) para gastar na requalificação de um jardim, como fez no caso do Parque Ruy Luís Gomes.
Nem se envergonha de orçamentar cerca de 350 mil euros para apoio a um festival gastronómico – mas não se preocupa em disponibilizar, sequer, um décimo desta verba para apoio às crianças do concelho.
Benavente merecia, garantidamente, um pouco mais do que a mediocridade deste executivo – mas também um pouco melhor do que a indolência desta oposição.
Mário Alexandre Maciel

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo