Sociedade | 02-04-2024 12:00

O mercado de trabalho deve ser uma porta aberta à inclusão de pessoas com deficiência

O mercado de trabalho deve ser uma porta aberta à inclusão de pessoas com deficiência
Conversa sobre inclusão realizou-se no auditório da Casa do Brasil

Presidente da Câmara de Santarém defendeu a inclusão de pessoas com deficiência através do mercado de trabalho, durante a sessão que assinalou o 52º aniversário da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Santarém.

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Santarém assinalou o seu 52º aniversário com a iniciativa “Conversas sobre Centro de Actividades e Capacitação para a Inclusão (CACI)”, que decorreu a 18 de Março no auditório da Casa do Brasil, em Santarém. Durante a sessão de abertura o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, elogiou o trabalho que a APPACDM tem feito ao longo dos anos com os seus utentes que, referiu o autarca, através de múltiplas actividades reforça o seu importante trabalho na sociedade.
Ricardo Gonçalves afirma que quando todos querem trabalhar em prol de um propósito comum, neste caso a inclusão, consegue-se lá chegar. “A capacitação para a inclusão é um trabalho que tem evoluído, não só para os utentes mas também para as famílias. Tal como a auto-estima que, do ponto de vista da integração, julgo ser algo muito importante para ambos”, sublinhou. O autarca considerou também que as entidades têm que perceber que estas pessoas, apesar da sua deficiência, quando entram no mercado de trabalho dão respostas dentro do que lhes é possível. Ricardo Gonçalves deu o exemplo de dois trabalhadores do município que estão “completamente integrados” e que são exemplares no desempenho das suas funções”, acrescentou.
Ricardo Gonçalves disse ainda que a Câmara de Santarém está empenhada na criação de parcerias que dêem respostas de inclusão e capacitação, como é o caso do quiosque junto ao Tribunal de Santarém, cedido pela autarquia e que irá contar com trabalhadores/utentes do projecto CACI da APPACDM de Santarém. “Não tenho dúvidas que vão desempenhar as suas funções com grande profissionalismo e, se calhar, melhor do que muitos outros”, afirmou. O autarca falou das respostas sociais do CACI e lembrou outro projecto em comum: a antiga Escola do Vale de Santarém, que está desactivada mas que em breve será mais um equipamento disponível para a capacitação e integração destes profissionais.
A sessão contou com a apresentação do tema “Inclusão Socioprofissional de Pessoas com Deficiência/ASUS – Actividades Socialmente Úteis”, por Cátia Soares, psicóloga de CACI. Seguiu-se um debate sobre “CACI – Novas Abordagens”, moderado pela directora da APPACDM de Santarém, Marta Estêvão, que contou com a participação da presidente da APPACDM de Coimbra, Helena Albuquerque. Estiveram presentes, entre outros, o director do Centro Distrital da Segurança Social de Santarém, Renato Bento, e o presidente da APPACDM Santarém, Luís Amaral.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1659
    10-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo