Sociedade | 11-04-2024 21:00

Moradores da Quinta do Alferes em Alhandra continuam sem soluções

Moradores da Quinta do Alferes em Alhandra continuam sem soluções
Zélia Pimentel herdou um lote na Quinta do Alferes mas quando se preparava para o vender foi surpreendida com a situação de ilegalidade

Imbróglio com 17 casas arrasta-se há 40 anos e a Câmara de Vila Franca de Xira diz que não consegue resolver o problema.

Mais um ano passou sem uma solução que dê descanso aos 17 proprietários de casas e lotes na maior Área Urbana de Génese Ilegal (AUGI) do concelho de Vila Franca de Xira, a Quinta do Alferes, na União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz. Dos 400 lotes existentes apenas 290 foram incluídos em área urbanizável pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) de Lisboa e Vale do Tejo na última revisão do Plano Director Municipal. A maioria dos lotes deixados de fora da zona urbanizável não têm construções e nos 17 onde vivem pessoas, as casas têm de ser demolidas por se encontrarem em Reserva Ecológica Nacional. Os moradores afectados têm tentado ser incluídos no perímetro legalizável, mas sem sucesso.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo