Sociedade | 16-04-2024 12:00

Utentes do Hospital de Santarém faltaram a 19% das consultas agendadas em 2023

Utentes do Hospital de Santarém faltaram a 19% das consultas agendadas em 2023

Unidade Local de Saúde da Lezíria adverte para o facto de existirem muitas faltas às consultas agendadas numa altura em que as filas de espera são muito grandes.

Em 2023 realizaram-se 138.861 consultas médicas no Hospital Distrital de Santarém (HDS). No entanto, registaram-se 32.575 faltas às consultas agendadas, o que equivale a uma percentagem de 19%, das quais apenas 3% foram justificadas. Os dados foram divulgados na quinta-feira, 11 de Abril, por Tatiana Silvestre, presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde (ULS) da Lezíria, no âmbito da sessão “A minha saúde, o meu direito”, promovida pela Câmara Municipal de Santarém para celebrar o Dia Mundial da Saúde, que se comemora a 7 de abril.

O número de faltas às cirurgias na unidade hospitalar Lezíria foi menor. Foram realizadas 7.065 intervenções cirúrgicas programadas, tendo sido registadas 154 faltas, das quais apenas 21 foram justificadas. “A saúde é um direito. Mas os cidadãos têm deveres. Não devemos esquecer o dever de defender e promover a nossa saúde. Compete também a cada um de nós adoptar comportamentos que contribuam para o bem-estar individual e colectivo”, mencionou Tatiana Silvestre, alertando para os constrangimentos que as faltas não justificadas às consultas, cirurgias e exames acarretam para o Serviço Nacional de Saúde.

Tatiana Silvestre lembrou ainda que em 1992 a esperança de vida média à nascença em Portugal situava-se nos 73,97 anos. Em 2022, com a pandemia, registou-se uma ligeira diminuição em relação aos anos anteriores, mas a média de esperança de vida à nascença era de 80,96 anos. “O envelhecimento da população trouxe um grande peso para o SNS que tem uma maior procura e existe uma maior pressão sobre os serviços dos cuidados de saúde primários, serviços hospitalares e também nas urgências. Essa maior procura conduziu a longas listas de esperas para consultas e cirurgias. As pessoas têm de ter noção que é fundamental avisarem atempadamente e desmarcarem quando não podem comparecer. Só assim haverá melhor saúde para todos”, frisou a responsável.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo