Sociedade | 18-04-2024 17:28

Autocarro estacionado no Cartaxo arde após término do serviço

Autocarro estacionado no Cartaxo arde após término do serviço
foto dr

Viatura estava estacionada há cerca de meia hora quando começou a arder. Rodoviária do Tejo abriu inquérito para apuramento da causa do incêndio.

Um autocarro foi consumido pelas chamas ao início da noite de quarta-feira, 17 de Abril, junto ao Tribunal da cidade e posto de vendas da Rodoviária do Tejo no Cartaxo, onde habitualmente ficava estacionado após o término do serviço.

Segundo O MIRANTE apurou junto do comandante dos Bombeiros do Cartaxo, Vítor Rodrigues, não estavam passageiros nem o motorista no interior do veículo da Rodoviária quando começou a arder cerca das 20h00. Para o local, acrescentou, foram mobilizados cinco operacionais apoiados por uma viatura.


O responsável pela direcção operacional de Santarém da Rodoviária do Tejo, Marco Henriques, refere em declarações ao nosso jornal que a viatura em causa “tinha a manutenção programada em dia” e que ainda não foram, para já, apuradas as causas do incêndio.


“A viatura foi rebocada e estamos a fazer um inquérito sobre o sucedido”, afiançou não descartando a hipótese de se ter havido intervenção de terceiros uma vez que o autocarro estava estacionado há cerca de meia hora, depois de ter concluído um percurso interurbano.

Esta não é a primeira vez que um autocarro da Rodoviária do Tejo é consumido pelas chamas. A 24 de Janeiro deste ano, recorde-se, uma viatura operada pela mesma empresa incendiou-se na Rua Cidade D’Agen, perto do Centro Escolar Salgueiro Maia, em Santarém. Também neste caso não houve vítimas a registar, mas a ocorrência obrigou ao corte do trânsito, tal como quando o motor de veículo de transporte de passageiros da Rodoviária do Tejo se incendiou, em Junho de 2022, na Rua 31 de Janeiro, em Santarém.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo