Sociedade | 18-04-2024 07:00

Remoção de açude obsoleto no rio Alviela vence prémio internacional

Remoção de açude obsoleto no rio Alviela vence prémio internacional

Remoção de um açude obsoleto no rio Alviela, em Vaqueiros, Santarém, foi levada a cabo pelo GEOTA e melhorou conectividade fluvial. Projecto venceu prémio internacional no valor de 15 mil euros.

O Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e do Ambiente (GEOTA) recebeu um prémio internacional pela intervenção de reabilitação e remoção de um açude obsoleto no rio Alviela, em Vaqueiros, Santarém. Com a remoção do Açude de Vaqueiros, o GEOTA recebeu a distinção da Dam Removal Europe, durante uma cerimónia realizada na terça-feira, 16 de Abril, nos Países Baixos.

Depois de ter sido pré-seleccionado como um dos três melhores projectos por um júri independente de especialistas internacionais, realizou-se uma votação online em que o público votou no seu projecto finalista favorito. As opiniões do júri e do público foram consideradas numa ponderação de 50-50 e o resultado elegeu Portugal como vencedor do Dam Removal Europe Award 2023. “Faz exactamente um ano que o GEOTA, através do programa Rios Livres, desenvolveu o projecto de reabilitação que incluiu a remoção do açude de Vaqueiros, que já não tinha qualquer uso e que constituía uma barreira à conectividade fluvial. Na sequência deste trabalho, Portugal aproximou-se do que é já prática comum noutros países da Europa”, referiu Ana Catarina Miranda, coordenadora do Rios Livres GEOTA, mencionando ainda que “este prémio, de 15 mil euros, vai ser aplicado na continuidade do nosso trabalho na bacia do Alviela.

Actualmente o GEOTA está a desenvolver um conjunto de actividades que passam pelo mapeamento e caracterização das barreiras à conectividade fluvial e na elaboração de um processo participativo, onde as pessoas possam expressar de forma clara o que pensam para o presente e para o futuro do Alviela. O GEOTA, em Abril de 2023, completou o projecto de restauro de um troço de 100m do rio Alviela, estabilizando margens, recuperando a galeria ripícola e restabelecendo a conectividade fluvial em 3,3 quilómetros através da remoção do açude de Vaqueiros.

O projecto foi um marco em Portugal uma vez que, após a conclusão da remoção, o anterior Governo anunciou o início de um Programa Nacional para a Remoção de Barreiras Obsoletas com o apoio das ONGA.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo