Sociedade | 19-04-2024 15:00

Enfermeiro filmava doentes em Abrantes

Enfermeiro filmava doentes em Abrantes
Durante o visionamento das imagens, captadas em vários locais de trabalho e internamento de utentes, foi possível identificar um profissional de saúde envolvido

Além da suspensão do enfermeiro por filmar sem consentimento doentes vulneráveis, a ULS Médio Tejo participou o caso ao MP e instaurou um processo visando o despedimento do profissional.

O conselho de administração da Unidade Local de Saúde (ULS) Médio Tejo anunciou a suspensão de um enfermeiro do Hospital de Abrantes e participação criminal por “filmagens não consentidas a doentes especialmente vulneráveis” com “maus tratos associados”. Em comunicado, a ULS Médio Tejo, com sede em Torres Novas, disse ter recepcionado “uma denúncia anónima, por email, contendo diversos ficheiros que contêm filmagens vídeo ilícitas, sem consentimento ou conhecimento dos utentes, que desconhecem estar a ser captados”.
Nessas filmagens, indica a ULS, “são perpetrados actos absolutamente condenáveis sobre doentes especialmente vulneráveis, que colocam em causa o respeito e dignidade pela pessoa humana e a deontologia inerente à nobre missão da prestação de cuidados de saúde”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo