Sociedade | 20-04-2024 07:00

Atleta Mariana Silva, de 14 anos perde a vida com o pai em acidente de mota

Atleta Mariana Silva, de 14 anos perde a vida com o pai em acidente de mota
A jovem atleta de kenpo Mariana Silva viajava com o pai na mota quando embateu com violência num automóvel que se desviava de outro acidente. fotoDR

Fatalidade deixou a comunidade do Futebol Clube de Alverca e da Escola Básica do Bom Sucesso em choque. Carlos Silva e a filha, Mariana Silva, de 14 anos, perderam a vida num acidente com outra mota e um automóvel ligeiro em Alhandra.

As autoridades estão a investigar as causas do violento acidente ocorrido na manhã de domingo, 14 de Abril, que vitimou Mariana Rodrigues Silva, de 14 anos, atleta do kenpo do Futebol Clube de Alverca, e o pai, Carlos Alberto Silva, de 41 anos, que seguiam num motociclo.
A morte da jovem atleta deixou em choque a comunidade do Futebol Clube de Alverca onde Mariana Silva era atleta e da escola que frequentava no Bom Sucesso, onde vários amigos lhe prestaram tributo e homenagem. O clube também deixou uma mensagem de condolências na sua página nas redes sociais, com os amigos e família a lembrarem as “extraordinárias memórias” que Mariana deixou, lamentando o “vazio imenso” que a sua perda representa. Mariana Silva morreu precisamente um mês antes de completar 15 anos.
O aparatoso acidente aconteceu na Estrada Nacional 248-3, no entroncamento com a Estrada de São João, na zona do Casal do Álamo, em Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira, num local há muito referenciado pelas autoridades policiais e pelos bombeiros como sendo perigoso e palco para acidentes. Fonte policial explica a O MIRANTE que o acidente teve origem quando um outro motociclista, que seguia no sentido descendente de Arruda dos Vinhos para Alhandra, perdeu o controlo da sua mota e despistou-se. Nesse mesmo instante um automóvel que circulava em sentido contrário, onde seguiam dois idosos, travou a fundo e tentou desviar-se da mota que entrou em despiste.
A mota conduzida por Carlos Silva onde ia a filha Mariana, seguia atrás do automóvel que se tentava desviar do outro motociclista e não teve tempo para travar ou fazer qualquer manobra, colidindo directamente com a bagageira do automóvel. Mariana teve morte imediata e o pai ainda tinha pulso fraco quando os bombeiros de Alhandra chegaram, mas viria a morrer no local. O motociclista que causou todo o acidente escapou ileso apenas com ferimentos ligeiros. Os dois ocupantes do automóvel, idosos, tiveram de ser transportados ao hospital.
O estreitamento da via, o excesso de velocidade e o piso em mau estado em vários locais daquela estrada são alguns dos principais factores a causar acidentes naquela via que liga Alhandra a Arruda dos Vinhos, como O MIRANTE já noticiou por diversas vezes. Este desastre levou o assunto a ser tema de conversa na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, que se realizou na tarde de segunda-feira, 15 de Abril. O presidente da mesa, Osvaldo Pires, lamentou uma nova perda de vidas naquela estrada e questionou sobre para quando estão previstas reparações no piso e uma melhoria da sinalética, para acabar de vez com estes acidentes graves.
A manutenção da estrada é da responsabilidade da Câmara de Vila Franca de Xira mas há muitos anos que vai acumulando problemas no asfalto, incluindo desníveis que podem comprometer a segurança de quem circula na estrada. O presidente da junta, Mário Cantiga, lamentou a morte de pai e filha e voltou a frisar a necessidade do piso ser intervencionado.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo