Sociedade | 23-04-2024 15:00

Mais de 75 mil euros em coimas aplicadas a supermercados devido a publicidade enganosa

Foram aplicados 76.900 euros em coimas, bem como decididas duas medidas cautelares que determinaram a suspensão imediata das respectivas campanhas publicitárias.

A Direcção-Geral do Consumidor (DGC), na qualidade de autoridade pública para a defesa do consumidor e de entidade fiscalizadora da publicidade, no período entre 2020 a 2024, desenvolveu 126 processos de averiguações, instaurados na sequência de denúncias e queixas apresentadas, tanto por consumidores (Livro de Reclamações), como por outros agentes económicos, igualmente do sector dos supermercados. Das queixas resultaram a instauração de 35 processos de contraordenação a supermercados devido a publicidade enganosa, em especial promoções não efectuadas pelo preço anunciado ou pela falta de disponibilidade do produto abrangido na campanha de promoção.

No âmbito da acção fiscalizadora da DGC neste segmento específico, já foram aplicados 76.900 euros em coimas, bem como decididas duas medidas cautelares que determinaram a suspensão imediata das respectivas campanhas publicitárias, mantendo-se assim a DGC vigilante no cumprimento do normativo referente à publicidade, como elemento estruturante na formação da vontade do consumidor.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo