Sociedade | 27-04-2024 21:00

Scalabis Night Race é um caso de sucesso que alia o desporto ao convívio

Scalabis Night Race é um caso de sucesso que alia o desporto ao convívio
A caminhada de cinco quilómetros do evento W Scalabis Night Race teve cerca de 1700 inscritos efectivos

Original corrida organizada pelos Scalabis Night Runners é um evento cada vez mais procurado e que atrai a Santarém uma multidão de participantes de todo o país. Este ano participaram cinco mil pessoas.

Milhares de pessoas invadiram as ruas de Santarém na tarde e noite de sábado, 20 de Abril, para participar em mais uma edição da W Shopping Scalabis Night Race, um evento singular que conta com uma caminhada de 5 quilómetros e uma corrida de 10 quilómetros, para além de actividades para os mais novos.
Entre os 1700 inscritos na caminhada estiveram Cláudia Santos e Rui Silva. Cláudia Santos, 45 anos, reside em Atalaia, Vila Nova da Barquinha. Desde 2015 que participa na Scalabis Night Race. A antropóloga afirma que o posto de abastecimento com vinho tinto na Taberna do Quinzena e a animação constante durante o percurso urbano são características diferenciadoras do evento. “A nível cultural nós passamos [durante a caminhada] em sítios emblemáticos”, refere, nomeadamente a Monumental Celestino Graça e o Largo do Seminário, entre outros.
Rui Silva, 43 anos, natural de Santarém, vê a Scalabis Night Race como um escape. Apesar de trabalhar como administrativo em Lisboa, procura conciliar o trabalho com a actividade desportiva. A originalidade da iniciativa, que tem como lema “Isto é uma prova do outro mundo”, é uma das razões que na sua opinião atrai tanta gente. No total foram cerca de 5 mil pessoas a participar, incluindo a corrida de crianças, a caminhada e a prova principal.
Os amigos Ricardo Rodrigues, Camilo Valgy e Horácio Alexandre em representação da Academia do Pro, clube de Peniche, decidiram participar em conjunto na corrida nocturna em Santarém. Ricardo Rodrigues, de 47 anos, natural de Torres Vedras, sofreu um acidente de viação em 2013 que lhe paralisou o braço direito. O atleta, que reside em Peniche, participou pela segunda vez na Scalabis Night Race e elogia a qualidade do percurso pela cidade, referindo que para si é a segunda melhor prova nocturna do país a seguir à corrida das fogueiras, em Peniche.
Maria Emídio e Mário Emídio, casal que reside na Quinta do Conde, também decidiu vir a Santarém participar no evento. Maria Emídio fez a corrida de dez quilómetros e Mário Emídio a caminhada de cinco. A assistente técnica num centro de saúde resolveu participar na corrida por saudades do atletismo. O marido também praticou atletismo na juventude mas um problema de saúde levou-o a fazer uma longa interrupção na prática desportiva. Após casar, voltou às corridas por desafio da esposa, fazendo maratonas internacionais, maratonas nacionais e trails.

Campinos, vinho tinto e bifanas
Durante as provas, não faltaram apontamentos musicais e de dança em vários pontos da cidade, campinos a cavalo, a emblemática passagem pela antiga Escola Prática de Cavalaria, ao som de “E Depois do Adeus”, e até o inevitável abastecimento de vinho tinto na Taberna do Quinzena. No final houve pampilhos e bifanas para retemperar forças, música e fogo de artifício. A iniciativa contou com o apoio do W Shopping e da Câmara Municipal de Santarém, envolvendo ainda a colaboração de muitas outras entidades.
A prova masculina foi ganha por Miguel Mascarenhas, do Grupo Desportivo do Estreito, e a competição feminina teve como vencedora Kcenia Bougrova, do Run Tejo. O pódio masculino ficou completo com Carlos Tiago (Run Tejo) e Pedro Lopes (Thomar Athletics), enquanto no feminino Alexandra Oliveira (CS Marítimo) e Susana Martins (Tripeniche) fecharam o pódio.

Os amigos Ricardo Rodrigues, Camilo Valgy e Horácio Alexandre participaram na prova nocturna de dez quilómetros
O casal Maria Emídio e Mário Emídio decidiu participar no evento do dia 20 de Abril em Santarém

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo