Sociedade | 09-05-2024 11:46

Publicação de jornais e revistas desce para metade em Portugal

Publicação de jornais e revistas desce para metade em Portugal
Foto: DR

Em 20 anos, Portugal perdeu metade das publicações de jornais e revistas. Os dados referem ainda que 126 concelhos já não registam qualquer publicação.

Portugal perdeu em duas décadas metade dos jornais e revistas publicados. A informação do Jornal ECO refere que em 87 dos 308 concelhos de Portugal é editada apenas uma publicação periódica. Em 95 concelhos existem três ou mais, sendo que em 126 concelhos já não se publica qualquer jornal ou revista.
Segundo os dados avançados pela mesma publicação, que cita análise da Marktest com base nos dados do INE, existiam em 2022, em Portugal, 840 publicações periódicas (em suporte de papel ou electrónico) um número inferior a metade do registado em 2000, ano em que existiam 1763 publicações.
Destas publicações, cerca de 27,5% são editadas no concelho de Lisboa, registando um total de 231. Seguem-se os concelhos do Porto, Oeiras, Coimbra e Sintra, na lista dos cinco concelhos com maior número de publicações periódicas em 2022. Do universo das publicações periódicas, 13,11% são em suporte electrónico, 41,12% em papel e suporte electrónico e 45,7% apenas em papel.
No ano de 2022 circularam cerca de 339 milhões de publicações periódicas, sendo este número praticamente dividido entre jornais (50,2%) e revistas (49,2%). No total, a tiragem de edições impressas, no mesmo ano, foi de cerca de 176 milhões, 68,7% foi de jornais e 31,3% de revistas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo