Sociedade | 10-05-2024 13:34

Movimento associativo tem de pagar caução e copos reutilizáveis para participar nas festas do Forte da Casa

Movimento associativo tem de pagar caução e copos reutilizáveis para participar nas festas do Forte da Casa

Condições para o movimento associativo participar nas festas do Forte da Casa foi criticado pelos eleitos da AIPMF na Assembleia de Freguesia da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa.

O movimento associativo da freguesia da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa tem de pagar 600 euros para estar presente com uma tasquinha nas festas anuais do Forte da Casa, que decorrem de 7 a 10 de Junho. Além disso as associações têm de pagar 500 euros de caução à organização das festas, uma empresa privada, que devolve o valor no final do certame e mediante apresentação de prova documental de que se trata realmente de uma associação.

As tasquinhas são ainda obrigadas a usar copos reutilizáveis comprados à empresa que organiza as festas e fazer o pagamento no acto de inscrição, até 20 de Maio.

As condições da realização da festa já tinham sido levantadas em assembleia de freguesia pela bancada da AIPMF (António Inácio Póvoa mais Forte). Mas os eleitos independentes realizaram esta manhã uma conferência da imprensa junto à delegação da junta no Forte da Casa a criticar as opções do executivo PS. “Vem uma empresa avaliar a responsabilidade, honestidade e dignidade de todos os voluntários associativos que dão horas da sua vida pessoal para angariar fundos em prol da associação da qual vestem a camisola. O apoio desta junta às associações, colectividades e IPSS tem sido praticamente nulo”.

*Notícia para conferir numa edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo