Sociedade | 15-05-2024 21:00

Tomar recebe 12 milhões de euros para obras de desenvolvimento e coesão territorial

Contrato entre a Autoridade de Gestão do Programa Regional do Centro e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo prevê a realização de obras no valor de 12,2 milhões de euros em Tomar. Escola Gualdim Pais, Biblioteca Municipal, Paços do Concelho e Avenida de Maria de Lourdes Mello e Castro vão receber algumas das obras previstas.

A Câmara de Tomar vai receber 12,2 milhões de euros de fundos comunitários, para comparticipar um investimento total de 16,3 milhões de euros em obras de desenvolvimento e coesão territorial. O contrato assinado entre a Autoridade de Gestão do Programa Regional do Centro 2021-2027 e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo foi presente à última reunião de câmara para conhecimento do executivo.
As obras previstas para a eficiência energética em edifícios da administração pública incluem mais de 946 mil euros para a biblioteca municipal (num investimento total de cerca de 1,3 milhões de euros) e 412.500 euros para o edifício dos Paços do Concelho (obras no valor total de 550 mil euros). Os meios para a protecção civil têm destinados 300 mil euros para o aproveitamento de águas pluviais para rega (investimento total de 400 mil euros), assim como para a aquisição de uma viatura ligeira de combate a incêndios.
Para o ciclo urbano dos sistemas municiais de água da Tejo Ambiente estão previstos cerca de 389 mil euros para investir na Avenida Maria de Lourdes Mello e Castro, com um total de quase 519 mil euros. As infraestruturas e acessibilidades em Carvalhos de Figueiredo contam com, aproximadamente, 637 mil euros (totalizando quase 849 mil euros) e cerca de 1,3 milhões estão destinados à remodelação dos sistemas de abastecimento de água, num investimento total de 1,7 milhões de euros. Na preservação da natureza, biodiversidade e património natural, serão alocados 300 mil euros para o passadiço de São Lourenço (uma obra de 400 mil euros) e 262.500 euros para a ponte pedonal do Flecheiro sul (num total de 350 mil euros).
Os contratos para o desenvolvimento e coesão territorial têm reservados 908 mil euros para a continuidade da Avenida de Maria de Lourdes Mello e Castro (orçada em 1,2 milhões de euros) e cerca de 2,2 milhões para infraestruturas pré-escolares (num total de três milhões euros). Para infraestruturas e acessibilidades em Carvalhos de Figueiredo estão ainda previstos quase 1,5 milhões de euros (obra estimada em quase dois milhões de euros); 687 mil euros para obras na Escola Gualdim Pais (totalizando quase 916 mil euros); 735 mil para requalificação do Largo de Cem Soldos (um investimento de 980 mil euros); e 1,350 milhões para a reabilitação do centro histórico de Tomar (com custo total de 1,8 milhões de euros).

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo