Sociedade | 17-05-2024 16:40

Novo aeroporto em Benavente já provocou aumento da procura em imobiliárias

Segundo Cristina Peres, da ERA de Samora Correia, um apartamento na cidade já custa actualmente cerca de 200 mil euros e uma moradia mais de 400 mil, mas os preços ainda devem subir mais com a construção do novo aeroporto.

O sector imobiliário registou “um aumento substancial” da procura de imóveis em Alcochete e Samora Correia poucas horas depois de o Governo ter anunciado a construção do novo aeroporto, segundo empresas imobiliárias nos concelhos de Alcochete e Benavente. “Posso dizer que os nossos telefones ainda não pararam de tocar. Nós temos aqui clientes com terrenos a que nós tínhamos dado um determinado valor e eles já querem pôr o dobro [do preço] em cima deles”, disse à Lusa Cristina Peres, da Imobiliária ERA Samora Correia, no concelho de Benavente. “Os terrenos vão ser muito procurados para a construção de novas habitações, mas também para todos os serviços que são necessários junto de um grande aeroporto. Isto vai ser brutal aqui para esta zona. Era uma zona pacata, vai deixar de ser”, acrescentou.
Segundo Cristina Peres, um apartamento em Samora Correia já custa actualmente cerca de 200 mil euros e uma moradia mais de 400 mil, mas os preços “ainda devem subir mais, porque Samora Correia está a 20 minutos de Lisboa e vai ficar a 10 minutos do futuro aeroporto”.
O vice-presidente da Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal (ASMIP), Francisco Bacelar, não tem dúvidas de que a construção do novo aeroporto e o comboio de alta velocidade “vão aportar muitos interesses, na zona envolvente e nas vias de acesso, que podem ajudar a dinamizar o imobiliário”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo