Sociedade | 18-05-2024 18:00

Mais de 200 mil pessoas no 13 de Maio em Fátima

Mais de 200 mil pessoas no 13 de Maio em Fátima
Peregrinações do 13 de Maio no Santuário de Fátima reuniram mais de 200 mil pessoas na Cova da Iria

Autoridades não registaram incidentes na peregrinação internacional de Maio no Santuário de Fátima. Mais de 200 mil pessoas estiveram no 13 de Maio, sendo que na noite anterior cerca de 250 mil assistiram à procissão das velas.

Milhares de peregrinos participaram, a 13 de Maio, no Santuário de Fátima, à missa final da peregrinação à Cova da Iria, presidida pelo arcebispo de Barcelona. Para esta peregrinação, o santuário recebeu 186 grupos de peregrinos, 92 dos quais portugueses, estando ainda registados fiéis de 32 países estrangeiros.
O bispo de Leiria-Fátima, José Ornelas, condenou no final da peregrinação a guerra na Faixa de Gaza, considerando “escândalo dos escândalos” a morte de milhares de crianças. Numa alusão aos mais de 200 mil peregrinos presentes no santuário, José Ornelas disse que a “paz foi um tema bem presente” na peregrinação, referindo que é um “bem necessário” ao mundo. “Paz para a Ucrânia, aquela cruel guerra que já dura há tanto tempo, paz para a terra de Jesus, a Palestina, onde mais de 35 mil pessoas já perderam a vida, e a maioria, escândalo dos escândalos, crianças e mães que não sabem o que fazer para ajudar e manterem em vida os seus filhos”, disse o também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

Balanço positivo na segurança
A Guarda Nacional Republicana fez um balanço muito positivo da peregrinação internacional, não tendo registado ocorrências significativas. Já na operação da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, os dados provisórios apontam para mais de 250 pessoas assistidas.
Sobre o número de ocorrências, a GNR assinalou um quantitativo de situações registadas muito abaixo daquilo que poderia ser o expectável, atendendo à quantidade de peregrinos que acorreram a Fátima. Para a peregrinação, a GNR contou com cerca de 200 militares.
Já na operação da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, os dados provisórios apontam para 264 pessoas assistidas. Destas, houve 24 feridos ligeiros e dois feridos graves (um vítima de acidente de viação e outro de doença súbita), disse o comandante Sub-regional de Emergência e Proteção Civil do Médio Tejo, David Lobato, acrescentando que os feridos foram transportados para o hospital de campanha do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e outros hospitais. Segundo David Lobato, nos dois dias da operação, estiveram presentes cerca de 300 operacionais, a maioria bombeiros, além de INEM, Cruz Vermelha, escuteiros, Serviço Municipal de Proteção Civil de Ourém e outras entidades, apoiados por 130 viaturas. “A Protecção Civil tem de estar sempre preparada para situações de excepção, sobretudo num evento de massas como são as peregrinações a Fátima”, defendeu, destacando ainda a “coordenação e a interoperabilidade das entidades envolvidas”.

O MIRANTE encontrou vários grupos de amigos que realizaram peregrinação do 13 de Maio
Peregrinações do 13 de Maio no Santuário de Fátima reuniram mais de 200 mil pessoas na Cova da Iria

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo