Sociedade | 21-05-2024 12:00

Obra inacabada em Vila Nova da Rainha é perigo iminente para as crianças

Obra inacabada em Vila Nova da Rainha é perigo iminente para as crianças
TEXTO COMPLETO DA EDIÇÃO SEMANAL
É frequente crianças brincarem junto à obra embargada protegida por uma vedação que nem sempre está nas devidas condições de segurança

Continua sem solução o esqueleto de um prédio inacabado no bairro da Socasa, em Vila Nova da Rainha. Com vários metros de profundidade e com as vedações caídas, representa perigo sobretudo para as crianças que ali brincam, alerta o presidente de junta.

O esqueleto de uma obra no bairro construído pela cooperativa de habitação Socasa, em Vila Nova da Rainha, é um perigo iminente para as crianças que ali vivem e têm por hábito brincar na rua. Mais agora que a rede que delimita a área de construção inacabada está “em baixo”, alertou o presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova da Rainha, Bruno Borda d’Água (PSD), na última sessão da Assembleia Municipal de Azambuja.
“As crianças podem ir para aquele local e como tem águas das chuvas é preocupante e deveria resolver-se o quanto antes”, sublinhou o autarca da freguesia que já em Fevereiro de 2023 tinha avisado, em declarações a O MIRANTE, sobre o perigo existente, salientando que já tiveram de ir buscar crianças ao fundo da estrutura que está ao abandono há mais de 12 anos e tem vários metros de profundidade.
Em resposta, o presidente do município de Azambuja, Silvino Lúcio (PS), referiu que tomou boa nota da preocupação do autarca da freguesia e acrescentou que já transmitiu essa preocupação ao responsável por aquela estrutura. No ano passado, recorde-se, 99% da centena de moradores daquele bairro subscreveram um abaixo-assinado a exigir à Câmara de Azambuja que revogasse o direito de superfície e avançasse com a demolição de uma construção embargada há 12 anos para li ser construído um equipamento social.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo