Sociedade | 25-05-2024 18:00

Novo aeroporto: comerciantes de Samora Correia esperam para ver

Novo aeroporto: comerciantes de Samora Correia esperam para ver
Michael Rego considera que o aeroporto vai ser uma mais valia para a economia local. Artur Cruz não espera mais clientes

Alguns comerciantes de Samora Correia dizem que é bom para a economia local que o novo aeroporto internacional de Lisboa vá ser construído na freguesia. Outros não alinham em euforias e esperam para ver a obra feita e os benefícios que daí poderão vir.

Após o anúncio do governo de que o novo aeroporto internacional de Lisboa vai ser construído na freguesia de Samora Correia, nos cafés as conversas de balcão vão todas dar ao mesmo: se o aeroporto é bom ou mau para a população e se vai mudar alguma coisa no negócio. Na Pastelaria o Sonho, na Avenida o Século, Artur Cruz é da opinião que o aeroporto não irá trazer grandes vantagens para a freguesia. Para além do aumento das rendas e casas, a nível de negócio não espera mais clientes. “Só se vier muito turismo para cá e que andem nas ruas a pé. Não tenho grandes expectativas, porque conto é com as pessoas da zona. Têm de criar infraestruturas para podermos ter mais população e prestar bons cuidados de saúde. Não é vir um turista, precisar de ir ao Hospital de Vila Franca de Xira e esperar 15 horas para ser atendido”, reitera.
Na Funerária Senhora da Paz, Michael Rego acha o aeroporto interessante para a economia local porque vai ajudar o mercado imobiliário e negócios da zona. “Vamos crescer e há-de ser bom”. Já numa das papelarias da cidade e numa loja de roupa os comerciantes não têm opinião formada. Só acreditam quando a obra arrancar até porque anúncios de localização de aeroportos já ouviram alguns e nada avançou.
Assim que foi anunciada a localização do novo aeroporto em Samora Correia, as imobiliárias começaram a registar um aumento na procura de casas. Um apartamento na freguesia pode custar agora 200 mil euros e os preços continuam a subir. No dia seguinte ao anúncio do Governo, quem andava pelas ruas via que todos os carros estacionados já tinham panfletos das agências imobiliárias a incitar à venda das habitações.

O vice-presidente da Entidade de Turismo Alentejo e Ribatejo, Pedro Beato, congratula-se com a decisão sobre o novo aeroporto

Agora venham as obras

O vice-presidente da Entidade de Turismo Alentejo e Ribatejo, Pedro Beato, congratula-se com o facto de ter havido finalmente uma decisão quanto à localização do novo aeroporto. À margem da inauguração do Festival do Arroz Carolino, em Samora Correia, disse a O MIRANTE que “para a região e para o país era preciso decidir e congratulamo-nos que essa decisão tenha sido tomada na nossa área de intervenção”. E acrescentou: “Agora é preciso é obra e abrir as pistas que o país precisa. Os empresários já começaram a pensar e temos de começar a trabalhar hoje”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo