Sociedade | 30-05-2024 12:00

Quando o SEF fechou em Santarém ninguém sabia o que fazer aos processos

Quando o SEF fechou em Santarém ninguém sabia o que fazer aos processos
Uma das últimas grandes missões do SEF de Santarém foi o acolhimento dos refugiados ucranianos

No dia do encerramento do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, no ano passado, na delegação de Santarém havia vários processos abertos, mas os inspectores saíram do serviço para a Polícia Judiciária sem saberem a quem entregar os casos. Os processos ficaram nas instalações e começou-se uma nova vida.

A delegação de Santarém do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) fechou no dia 28 de Outubro de 2023 com cinco inspectores e um chefe, que transitaram para a Polícia Judiciária, e 13 funcionários sem funções de investigação, dos quais cinco técnicos superiores, que transitaram para a nova Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA), que funciona nas mesmas instalações do antigo governo civil. No dia em que se fechou a porta ninguém sabia para onde mandar os processos que estavam em curso e também não apareceu alguém para os recolher, tendo os inspectores deixado toda a documentação nas instalações.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo